segunda-feira, 19 de novembro de 2007

Especial: Filtro de cabine

Para tornar a vida a bordo de um veículo agradável, várias soluções são incorporadas, entre elas estão os filtros de cabine, os quais minimizam os efeitos da poluição. Mas fique atento, pois estes elementos filtrantes precisam de manutenção e substituição

Filtros de cabine são utilizados no sistema de ventilação interna do habitáculo dos veículos.
A finalidade destes componentes é evitar que a contaminação do ambiente externo chegue aos ocupantes.
Estes componentes são construídos em material não tecido com carga eletrostática, pois assim, as partículas são atraídas e retidas na barreira de contenção.
Com esse efeito, evita-se a formação de colônias de bactérias e fungos nos dutos de ventilação, além da entrada de material pesado no habitáculo.
Há filtros construídos combinadamente com carvão ativado que ainda removem gases da atmosfera que chegam ao ambiente interno.
Um levantamento feito na Alemanha mostrou que, no interior do veículo, o ocupante está seis vezes mais exposto à contaminação do ambiente externo do que uma pessoa parada na calçada de uma via de movimento intenso de veículos, onde o gás e a fuligem do escapamento é muito presente.
Esta exposição torna o ser humano sensível a doenças como, rinite alérgica e bronquite entre outras, ainda afeta com maior incidência as crianças.
Filtro do Golf após ser utilizado durante 20.000 km, note ao centro a quantidade de detritos armazenados.


Testes posteriores comprovaram que muitas pessoas, que sofriam destas doenças crônicas, obtiveram sucesso e até a cura após o uso destes elementos filtrantes, que também protegem o meio ambiente.
A indústria montadora de veículos nacionais, atenta a este efeito, vem paulatinamente instalando em novos projetos estes elementos filtrantes, que na Europa são presença constante.
A Sogefi-Fram disponibiliza em seu site www.filtrosfram.com.br uma apostila técnica com todas as informações, inclusive onde localizar e apresenta a seqüência do passo a passo para troca destes componentes em diversos veículos.
A vida útil recomendada não deve exceder um ano de uso, devido à deterioração do componente. O maior sintoma da falta de manutenção dos filtros de cabine é o odor no habitáculo que se torna insuportável.
Informações técnicas: Ronaldo D’ Amico- Engenheiro da Sogefi-FRAM
Postar um comentário