quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

News

Preservar é a meta
A Volkswagen Caminhões e Ônibus renovou a parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica para o plantio de mudas de árvores nativas na região Sul Fluminense, onde se localiza a cidade de Resende (RJ), sede da montadora. O novo contrato prevê o plantio de 140 mil mudas no período de um ano – entre 2005 e 2007, já foram plantadas 160 mil árvores. Roberto Cortes, presidente da empresa, assinou o documento juntamente com Adauto Basílio, diretor de Captação de Recursos da SOS Mata Atlântica. “Contribuir com a preservação ambiental é uma de nossas maiores preocupações. Com a renovação dessa parceria de sucesso, confirmamos mais uma vez nosso compromisso com o Meio Ambiente e com os clientes da marca”, afirmou o presidente da montadora,
Aquecimento gera investimentos
No último dia 31 de dezembro, na Rodovia Torquato Tapajós (Km 11), em Manaus (AM), a Moto Traxx da Amazônia Ltda inaugurou sua fábrica. Segundo divulgado pela empresa, o investimento inicial foi de US$ 7 milhões. Com área total 50 mil metros quadrados, galpão de 6 mil metros quadrados e geração de 200 empregos diretos, a capacidade total de produção será de 100 mil motos–ano. A fábrica tem expectativa de produzir 24 mil unidades já no primeiro ano. Hoje, a empresa comercializa cinco modelos que vão de 50cc até 125cc. Inicialmente, na fábrica de Manaus, serão nacionalizados dois modelos: o de 50 cc (modelo que representa 60% do faturamento da empresa) e a 110cc e aumentará a nacionalização gradativamente. Fora os produtos já comercializados, em 2008 haverá um aumento no mix com quatro novos modelos: dois 125cc, um 150cc e um 250cc, estes dois últimos buscarão um novo nicho de mercado: o das motocicletas custom.
Fornecedores brasileiros garantem sucesso da GM
No último mês de 2007, dezembro, Bo Andersson, vice-presidente mundial de compras da General Motors Corporation esteve no Brasil para agradecer o empenho dos fornecedores brasileiros, “sem eles não conseguiríamos tantos resultados positivos em produção e vendas”, declarou. Anderson mostrou-se otimista e acredita que o crescimento do mercado em 2007 é sustentado e permanecerá, pelo menos nos próximos cinco anos. Globalmente, a montadora realiza negócios que giram em torno de US$ 90 bilhões, e o executivo reconhece as operações brasileiras e da América Latina como estratégicas. E crescimento gera novos negócios, maior demanda, por isso quando perguntado se a companhia tem espaço para novos fornecedores, a resposta é rápida e firme: “sempre estamos abertos a novas negociações, e nos tempos atuais, principalmente para aqueles que têm condições de oferecer novas tecnologias em mobilidade como híbridos e elétricos”, finalizou.
Postar um comentário