terça-feira, 15 de julho de 2008

Utilitários da China

Effa Motors inicia comercialização de veículos utilitários importados da China, mas os planos são grandes, o objetivo é fabricar na Zona Franca de Manaus
Texto: Edison Ragassi
Fotos: Divulgação
Nos anos 90, quando acorreu a abertura de mercado para o setor automotivo, o consumidor brasileiro acostumado com apenas quatro fabricantes de veículos viu atônito uma avalanche de modelos importados, vindos de várias partes do Mundo ganhar as ruas. Certo que marcas famosas como Mercedes, BMW, Porsche e Ferrari chamaram mais a atenção pela fama e estabeleceram-se com maior facilidade.
Mas não foram só os automóveis de luxo que conquistaram a preferência nacional. Outros empresários optaram por trazer veículos utilitários preparados para trabalho e transporte de passageiros. E neste tipo de uso, os asiáticos se sobressaíram. Na época um modelo que alcançou sucesso e ainda é visto nas ruas e estradas é a Towner, a qual não é mais importada nos dias de hoje.
De olho neste segmento a recém-chegada Effa Motors, acaba de lançar sua linha de utilitários ULC (Urban Light Commercial), composta por três modelos: Picape (R$19.980), Furgão (R$25.980) e Van (R$27.980).

Os veículos chegam no momento em que a Prefeitura de São Paulo acabou de implantar restrições para circulação de caminhões médios e pesados na cidade, o que segundo os executivos da importadora é uma ótima oportunidade de negócios, pois eles são ideais para transportar pequenas encomendas, prestadores de serviços, e no uso familiar urbano. Os ULC Van e Furgão medem 3.721mm de comprimento, 1.492mm de largura e tem distância entre-eixos de 1.960mm. A Van acomoda 7 pessoas, os bancos são rebatíveis e removíveis, o que permite versatilidade ao transportar carga.
Conforme divulgado pelos importadores, a Picape é menor que os veículos fechados (3.644mm-comprimento), e as demais medidas são iguais. Ela recebe até 789kg de carga, e o Furgão 570 kg.
Com planos ambiciosos de crescimento, a empresa pretende expandir o número de concessionárias e assim conseguir maior volume em vendas, e até produzir no País. Neste inicio de trabalho, as peças de reposição dos modelos serão importadas, mas segundo Eduardo Effa, diretor presidente da importadora, em médio prazo os modelos Effa serão fabricados na Zona Franca de Manaus, “estamos iniciando o processo de comercialização, e vamos homologar fornecedores nacionais, pois, nosso objetivo é nacionalizar o maior número de itens possíveis”, afirma o executivo.
O primeiro produto importado pela Effa comercializado é o compacto M100, agora com status de ser o mais barato do Brasil (R$22.980). Ele é fabricado na China e do país oriental, é enviado para o Uruguai, e depois desembarca em portos nacionais, já a linha ULC vem direto da matriz.
Todos os modelos são equipados com propulsor de 970cm³, movidos à gasolina com 47 cv de potência e injeção eletrônica multi-ponto. Os motores são produzidos pela montadora chinesa Hafei Motor com tecnologia Suzuki. Entre os fornecedores de peças figurão gigantes mundiais como Bosch e Magneti Marelli.
Se levarmos em conta a atual situação econômica mundial, onde o dólar perde valor, o que beneficia as importações, e a ânsia chinesa de conquistar compradores para seus produtos, em breve teremos outras novidades da indústria chinesa chegando por aqui.
Postar um comentário