terça-feira, 28 de abril de 2009

15 anos sem Ayrton Senna

Dia 1º de maio, Dia do Trabalho, também é o dia em que os brasileiros lembram com carinho e sentem saudades de seu maior ídolo das pistas, o três vezes campeão Ayrton Senna. Ele faleceu após bater seu Williams na perigosa curva Tamburello no circuito de Imola na Itália. Em principio esta nota seria para falar do lançamento de uma estatua do piloto. Mas precisei pesquisar algumas informações, e encontrei uma matéria na Folha Online publicada em 2004, a qual fala sobre os 10 anos da morte de Senna. Nela há uma entrevista com Ron Dennis, publicada na revista oficial da McLaren. Vou reproduzir abaixo alguns trechos, preste atenção:
“O Ayrton Senna que morreu há exatos dez anos na curva Tamburello, em Imola, achava Michael Schumacher desleal, detestava o ambiente da F-1 e hoje estaria aposentado, longe da categoria”.

“Ayrton achava que havia pessoas na F-1 que estavam dispostas a vencer a qualquer custo. Não apenas pilotos, mas também integrantes de equipes ou até mesmo escuderias inteiras. E ele achava que Michael se encaixava nessa categoria, de vencer não importando o método... Essa nunca foi a maneira dele ou a nossa de encarar as coisas”.

“Naquela altura da vida, em 94, ele não tinha nenhum plano de parar, mas eu sempre o questionava sobre o futuro, sobre uma possível atuação nos bastidores. Só que o Ayrton estava completamente desinteressado. Ele já estava decidido a voltar para o Brasil quando parasse. Já havia começado uma carreira de empresário e tinha um excelente contato com o governo. Seria um executivo magnífico, sei disso”.
Com estas declarações de Ron Dennis ficou fácil entender porque Schumacher neste mesmo ano de 1.994 jogou o carro para cima de Damon Hill, e assim sagrou-se campeão, e também porque tentou a mesma manobra com Jacques Villeneuve, também da Williams em 1.997, mas desta vez sem sucesso.
Leia a matéria do Fábio Seixas na integra, pois é muito interessante, o link é:
http://www1.folha.uol.com.br/folha/esporte/ult92u74821.shtml
Postar um comentário