segunda-feira, 31 de agosto de 2009

GP da Bélgica:Há algo de podre no Reino da F-1!

Festa_135702O circuito de Spa-Francorchamps, onde foi disputado o GP da Bélgica de Fórmula 1 é uma das pistas preferidas por todos os pilotos da maior categoria do automobilismo mundial.
Mas a beleza de acompanhar esta prova, a qual permite que seja usado o máximo de todos os recursos que os carros oferecem, foi apagada por uma denuncia feita pelo comentarista da Rede Globo de Televisão, Reginaldo Leme.
O jornalista informou que a FIA contratou uma empresa particular para investigar o acidente sofrido pelo então piloto da Renault Nelsinho Piquet no GP de Cingapura no ano passado. Como o brasileiro bateu sozinho na reta dos boxes, o safty car foi acionado, o que ajudou seu companheiro Fernando Alonso a ganhar a prova. A desconfiança é de que a batida foi proposital e aconteceu por ordem de Flavio Briatore, o chefão do time.
Nelsinho_118106Eu quero acreditar que isto é mentira. Não vou excluir a culpa do brasileiro, se ele foi obrigado a cumprir uma ordem superior, mesmo sabendo que colocou em risco a própria vida e a dos colegas de profissão, isso é absurdo.
Mas digamos que realmente aconteceu. Nelsinho será taxado de Dick Vigarista, e sua equipe de verdadeira Quadrilha da Morte (lembra do desenho Corrida Maluca), todos comandados pelo Clayde, Flavio Briatore. O estrago que será feito para a marca Renault é incalculável.
E se for verdade, posso acreditar que, os acontecimentos deste GP da Bélgica foram premeditados. Então vejamos. A Force Índia, que até esta etapa não havia sequer marcado pontos, fez a pole e Giancarlo Fisichella terminou na segunda posição. A combalida Ferrari, sem Felipe Massa, conquistou com Kimi Raikkonen a primeira vitória do ano.
Pódio_135706O líder do campeonato Jenson Button (Brown GP), não pontuou, mas não teve seu possível titulo abalado, porque seu companheiro Rubens Barrichello, apesar de ter chances de vencer ao largar em quarto lugar, foi prejudicado mais uma vez pela embreagem do carro. Assim ele caiu para último, fez várias ultrapassagens, ousou na estratégia, e mesmo assim acabou em sétimo com o carro vazando óleo e pegando fogo.
Mas vamos ser sinceros, dá para acreditar que tudo isso foi premeditado?
Formula One World ChampionshipÉ muito difícil, programar tantos acontecimentos. O que sei é que em qualquer ramo de trabalho, há profissionais honestos e desonestos. Levando em conta situações passadas protagonizadas por Flavio Briatore, Ross Brown e Michael Schumacher na extinta Equipe Benetton, podemos tirar algumas conclusões.
Em 1.994, no GP da Alemanha, o carro de Jos Verstappen, então companheiro de Schumacher pegou fogo durante o abastecimento, porque a equipe utilizava um equipamento irregular, o qual permitia bombear combustível mais rápido nas paradas. A irregularidade: eles tiraram peças de segurança do bocal da mangueira, e por isso o incêndio aconteceu.
Formula One World ChampionshipDepois do GP da Bélgica, faltam cinco provas para o final da temporada. Button manteve os 72 pontos, com o suado sétimo lugar, Barrichello chegou a 56 pontos, Sebastian Vettel que terminou em terceiro tem 53 e Mark Webber, 51,5. Os pilotos da Red Bull são os principais rivais da dupla da Brown GP na luta pelo titulo.
A próxima etapa é o GP da Itália, em Monza, no dia 13 de setembro, onde a Ferrari sempre é favorita.
E tomara que, até lá o caso de Cingapura seja esclarecido, com a afirmativa de que tudo não passou de falsa denuncia, pois, caso contrario, temo pelo futuro da F-1.
Rapidinhas
Brasileiro profissão esperança
Parece que nada abala o otimismo de Barrichello. Em uma prova que tinha tudo para vencer, problemas mecânicos fizeram com que o piloto chegasse apenas na sétima posição. Mesmo assim ele ficou feliz. “Tinha de aproveitar chance do Button não estar na corrida e tenho de usar isso para o meu melhor. Há duas semanas a diferença estava em 26 pontos, agora é 16. Poderia estar melhor, poderia. Mas é mais positiva do que negativa com tudo o que aconteceu, somando dois pontos”, afirmou Rubinho à imprensa brasileira presente na Bélgica.
Twittando
Logo na largada, Romain Grosjean, substituto de Nelsinho Piquet na Renault, saiu da prova por causar um acidente, o qual também tirou Jenson Button da competição. Até ai Piquezinho estava no twitter tirando a maior onda com seu substituto. Após a divulgação da investigação envolvendo seu nome, Nelsinho simplesmente sumiu.
Alonso na Ferrari
Crescem os rumores de que o espanhol é nome certo na Equipe de Maranello na próxima temporada. A última informação é de que um executivo do Banco Santander já acertou a ida do bicampeão para Ferrari. Neste acordo a Equipe paga a multa rescisória para Kimi Raikkonen, algo em torno de 26 milhões de dólares e libera o finlandês. O Banco não está com Alonso na Renault este ano, porque o time francês é patrocinado por outra instituição financeira a ING.

Postar um comentário