terça-feira, 8 de setembro de 2009

Lançamentos: SUV da China

Estáticas (19) Chega ao mercado brasileiro o utilitário esportivo Tiaggo, ele é fabricado pela estatal chinesa Chery, a empresa asiática comercializou 360 mil carros em 2008
Fotos: Divulgação
As fabricantes asiáticas de automóveis trabalham para vender seus produtos globalmente, e o Brasil, tem importância fundamental nesta estratégia de consolidação de negócios.
Tanto que, a montadora chinesa Chery, uma empresa estatal, iniciou em agosto operações no País. O primeiro modelo comercializado por aqui é o SUV Tiggo.Estáticas (12)
Em principio, o que mais chama a atenção no Tiggo, é o preço sugerido para venda R$ 49.900. Nas dimensões, o carro tem 4.285mm de  comprimento, 1.765mm de largura, altura de 1.705 mm e distancia entre os eixos de 2.510 mm. O compartimento de bagagens oferece capacidade para 520 litros, e com os bancos rebatidos chega a 1.965L.
Entre os equipamentos de série, o modelo é  equipado com ar-condicionado, direção hidráulica, vidros elétricos nas quatro portas, rodas de liga leve aro 16”, faróis de neblina, air bag duplo, rack, som com CD player e entrada para MP3 e plataforma telemática, traz ainda, sistema de Internas (18)freios ABS com EBD nas quatro rodas.
Usa suspensão independente tipo McPherson, com barras estabilizadoras, molas helicoidais, amortecedores pressurizados e braços com quatro pontos na parte traseira.
O motor é o ACTECO 2.0 a gasolina, desenvolvido pela própria empresa, com 16 válvulas e sistema de injeção multiponto eletrônica digital sequencial, o qual produz potência de 135 cv e Internas (9)torque de 18,2 kgfm a 4.500 rpm, a transmissão é mecânica com tração dianteira 4x2.
Segundo Luis Curi, CEO da Chery Brasil, a empresa já mentem em estoque peças de reposição para a manutenção do veículo. Estes itens também podem ser importados da China, ou do Uruguai, onde os veículos são montados.
Neste inicio de trabalho, eles possuem 30 lojas distribuídas pelas principais capitais brasileiras, Estáticas (4)das quais, quatro estão instaladas na Grande São Paulo, e grandes cidades do interior paulista. Até o final de 2009, serão 55 revendas em 14 estados, e em 2010, o mercado brasileiro terá mais de 70 pontos de venda da fabricante.
O planejamento da empresa prevê que, até o final deste ano, outros três modelos fabricados pela Chery serão comercializados no Brasil, e os técnicos da montadora chinesa já iniciaram estudos para identificar se é viável a instalação de uma fábrica no país.

Postar um comentário