segunda-feira, 19 de abril de 2010

GP da China

Fernando Alonso (ESP) Ferrari F10 and Michael Schumacher (GER) Mercedes GP MGP W01 battle for position. 
Formula One World Championship, Rd 4, Chinese Grand Prix, Race, Shanghai, China, Sunday 18 April 2010.
Ainda bem que existe a chuva!
Na China, Hamilton dá show de pilotagem, mas quem vence é atual campeão Button, que assume a liderança da competição
Por: Edison Ragassi
Quem assistiu os treinos classificatórios para o GP da China, achou que a corrida seria morna. Sim, porque os carros da RBR pilotados por Sebastian Vettel e Mark Webber sobraram durante os ensaios.
As McLarens de Jenson Button e Lewis Hamilton andaram bem, mas na sexta-feira, quando não valia a classificação e os pilotos aproveitam para preparar os carros com a configuração de corrida.  
Só com a expectativa de chuva, Fernando Alonso (Ferrari), fez o terceiro melhor tempo, Nico Rosberg (Mercedes) foi o quarto, o atual campeão Jenson Button saiu na quinta colocação e Lewis Hamilton o sexto. O brasileiro Felipe Massa errou na última curva, quando vinha forte e com possibilidades de quebrar a dobradinha da RBR, e ficou em sétimo lugar. Rubens Barrichello (Williams) foi o 11º, e como de costume, lá a trás, Lucas di Grassi (Virgin) em 22º e Bruno Senna (Hispania) em 23º.Lewis Hamilton (GBR) McLaren MP4/25 Adrian Sutil (GER) Force India F1 VJM03 and Sebastian Vettel (GER) Red Bull Racing RB6 battle for position. 
Formula One World Championship, Rd 4, Chinese Grand Prix, Race, Shanghai, China, Sunday 18 April 2010.
E na hora da largada, no circuito de Xangai, caiu uma garoa. Ninguém sabia se a chuva cairia e a maioria dos pilotos optou por largar com pneus lisos.
Apagadas as luzes vermelhas, quem pulou na frente dos dois carros da Red Bull foi o espanhol da Ferrari Fernando Alonso, mas segundo a direção da prova ele queimou a largada.
Normalmente eu assisto e gravo a corrida, para rever depois, antes de escrever a coluna e tirar algumas dívidas. Pois bem, já vi e revi esta 151292largada, umas 10 vezes, e sinceramente, o Alonso queimou mesmo. Mas a câmera que mostra é a de dentro do carro dele, pois na câmera onde está a panorâmica da pista, a impressão é mesmo de que ele parte depois de as luzes apagarem. Olhando pela câmera do carro do Alonso, ele parte com as luzes vermelhas ainda acesas. Assim o  espanhol foi punido com uma passagem pelo box.
Logo na largada, Vitantonio Liuzzi (Force India), Sebastien Buemi (Toro Rosso) e Kamui Kobayashi (Sauber), envolveram-se em um acidente e o safety car entrou na pista.
Como a chuva piorou, os pilotos foram trocar pneus, mas Nico Rosberg (Mercedes GP), Button, Robert Kubica (Renault) e Vitaly Petrov (Renault) continuaram com os compostos para seco, e na ponta da corrida.Hamilton_Vettel151300
Após a parada, começou o show de Hamilton, ele primeiro escorregou na entrada do box, e quase ficou fora. Ao voltar para pista, o inglês aproveitou todo o poder do motor Mercedes e a aerodinâmica da McLaren, para ultrapassar os adversários. Pilotando de maneira agressiva, a disputa foi até na hora da segunda troca, na entrada do pit, o inglês bateu rodas com Vettel, e o mesmo ocorreu na saída.
Alonso, também foi protagonista de uma polêmica manobra, também na entrada do box. Ele ultrapassou Felipe Massa, que escorregou poucos metros antes. Depois da corrida, o brasileiro disse que foi uma manobra “normal”. Ficou evidente que ele não demonstraria seu descontentamento na frente de todos. Agora, com portas fechadas e ele cara a cara com o espanhol, não sei não!
Em uma prova marcada por várias ultrapassagens, a decisão inicial de Button em manter-se na corrida com pneus para pista seca foi a acertada. Tanto que, em uma destas paradas, o alemão Nico Rosberg perdeu a ponta para o inglês, que não largou mais esta posição.The safety car leads the field. 
Formula One World Championship, Rd 4, Chinese Grand Prix, Race, Shanghai, China, Sunday 18 April 2010.
Hamilton, em uma espetacular corrida conseguiu chegar ao segundo posto, mas não tinha pneus para brigar pela vitória. E Rosberg, acabou fazendo uma prova regular e completou o pódio na terceira posição. Terminaram na zona de pontuação: Fernando Alonso em 4º, Robert Kubica 5º, 6º Sebastian Vettel, 7º Vitaly Petrov, 8º Mark Webber, 9º Felipe Massa e, em 10º Michael Schumacher. O brasileiro Rubens Barrichello foi o 12º e Bruno Senna completou mais uma, foi o 16º. Lucas di Grassi (Virgin), deu só nove voltas e abandonou.Rubinho_151311
Felipe Massa que chegou na China como líder da competição, saiu na sexta posição com 41 pontos. Graças a vitória, Button agora é o líder com 60 pontos, o 2º é Nico Rosberg, 50 pontos, em 3º Fernando Alonso e Lewis Hamilton somam 49, já o 5º é Sebastian Vettel com 45, Robert Kubica tem 40 pontos e o 7º lugar, 8º para Mark Webber com 28 pontos e em 9º Adrian Sutil e Michael Schumacher, que somam 10 pontos cada. Barrichello estacionou nos 5 pontos e está em 13º.
O campeonato continua dia 9 de maio, quando começa a fase européia, com o GP da Espanha. Até lá as equipes irão trabalhar em evoluções para os carros, assim poderemos ter uma Ferrari com motores mais confiáveis, McLaren, Red Bull e Force India ainda mais rápidas, uma Williams mais equilibrada e as estreantes Sauber, Lotus, Hispania e Virgin mais acostumadas com a realidade da Fórmula 1.Button_151313
O GP da China ainda deixou algumas lições. Fernando Alonso, não está nem aí com o trabalho de equipe, Massa tem ficar esperto e se impor. Button tem todas as condições de defender seu título, se a McLaren não interferir. O russo Petrov, até aqui é o melhor estreante e Hamilton está a caminho de ser o melhor piloto da categoria, ainda falta aprender a dosar ousadia com prudência.
Rapidinhas
Sem rancor
No final do GP da China, a polêmica foi criada pela ultrapassagem que Alonso fez em Massa na entrada do pit lane. O espanhol não viu problemas na manobra. “Se não fosse o meu companheiro de equipe, não falaríamos sobre isso, pois foi uma manobra normal e definitivamente não prejudicará nossa relação”, declarou após a prova.
Para esquecer
A volta de Michael Schumacker à F-1 não está como ele queria. Em Xangai foi ultrapassado na pista por vários pilotos da nova geração. No final o que ele quer é esquecer. “Hoje foi uma daquelas corridas que não quero lembrar, junto com o fim de semana. Foi bom para mim e você tem que encarar como uma outra experiência e aceitá-la”, lamentou o sete vezes campeão.
Esquecer, jamais!
O estreante russo da Renault, Vitaly Petrov marcou os primeiros pontos na categoria, e ficou muito feliz. “Estou feliz de terminar minha primeira corrida na F-1 e marcar meus primeiros pontos. Foi uma corrida difícil e não foi fácil tomar as decisões certas. No início, quando começou a chover, alguns pilotos usaram pneus intermediários, mas decidi continuar com os slicks, e foi a decisão certa”, comemorou o piloto.

Postar um comentário