domingo, 4 de abril de 2010

GP da Malásia: Começou em 21º terminou líder

Massa_150002 Em uma corrida dominada pelos carros da Red Bull, o jeito conservador de pilotagem do brasileiro Felipe Massa rendeu-lhe a liderança da competição
Quem assistiu no sábado os treinos classificatórios para o GP da Malásia, empolgou-se, pois pensou que veria uma reprise da prova anterior, o GP da Austrália, já que a chuva caiu em Sepang de maneira torrencial e jogou vários dos favoritos a vencer para o pelotão de trás.
Jenson  Button (McLaren) largou em 17º, Fernando Alonso (Ferrari) em 19º, Lewis Hamilton (McLaren) em 20º e Felipe Massa na 21º posição. Radiante estava o brasileiro Rubens Barrichello (Williams), que conseguiu a sétima posição. Largada_149983
A ordem foi mantida, porque os pilotos da RBR Mark Webber e  Sebastian Vettel marcaram o primeiro e segundo melhor tempo na classificação.
No domingão, muito sol cor e calor na Malásia, e foi dada a largada para a terceira etapa do Mundial de pilotos e construtores, sem sequer uma pequena nuvem escura em todo o circuito.
Aí Vettel não deu nem bola para o companheiro e pulou na frente. O inglês Hamilton vinha de trás e usou seu estilo agressivo para superar os adversários, inclusive o companheiro Button. Já Massa também ganhou váriasFelipe Massa (BRA) Ferrari F10 
Formula One World Championship, Rd 3, Malaysian Grand Prix, Race, Sepang, Malaysia, Sunday 4 April 2010.
posições na largada, mas ficou parado atrás de Jaime Alguersuari (STR) que também usa motor Ferrari. Felipe, não arriscou ultrapassar na pista, apesar de ter Alonso ‘fungando em seu cangote’.
Massa usou uma estratégia diferente do espanhol, parou antes e colocou pneus macios, enquanto que o rival  continuou na pista. A opção do brasileiro foi a melhor, e quando precisou, ele ousou e ultrapassou Botton. Alonso tentou, mas logo depois de levar o X do atual campeão, o motor da Ferrari estourou, isso na última volta, e o espanhol saiu de Sepang como chegou, ou seja, com os mesmos 37Formula One World Championship pontos. Os outros brasileiros na prova, conseguiram terminar a corrida. Lucas di Grassi (Virgin) em 14º e Bruno Senna (HRT) na 16ª posição. Ruim mesmo foi para Barrichello, seu Williams apagou logo na largada, e ele foi apenas o 12º. "A porcaria do nosso carro ainda não está legal. Vamos sorrir senão vamos chorar. Eu vou chorar ali no canto", falou depois da corrida, em entrevista à TV Globo.
E na frente, desta vez não aconteceu nenhuma surpresa. Vettel venceu, Weber foi o segundo com Nico Rosberg (Mercedes) em terceiro. Completaram na zona de pontuação: Robert Kubica (Renault) em 4º, Adrian Sutil (Force India) foi o 5º, Lewis Hamilton em 6º, Felipe Massa em 7º, resultado que garantiu a liderança do campeonato ao brasileiro, em 8º Jenson Button, 9º Jaime Alguersuari e em 10º Nico Hulkenberg (Williams).Formula One World Championship
O Mundial de pilotos tem Felipe Massa e seus 39 pontos na liderança, seguido de perto por Fernando Alonso e Sebastian Vettel, ambos empatados com 37 pontos na segunda posição.
Mais um empate na 4º colocação, Jenson Button e Nico Rosberg somam 35 pontos, em 6º Lewis Hamilton, 31, 7º Robert Kubica, 30, 8º Mark Webber, 24, 9º Adrian Sutil, 10 e
10º Michael Schumacher, 9 pontos.
O problema da RBR era confiabilidade, se foi resolvido e outras não evoluírem, o campeonato já tem destino certo, pois os carros da equipe austríaca estão bem a frente da concorrência. Atenção Ferrari, McLaren, Mercedes, já passou da hora de se mexer!
A próxima etapa será o GP da China, marcado para dia 18 de abril.
Rapidinhas
Lado positivo
Apesar de abandonar a prova na última volta e perder a liderança da competição, Fernando Alonso não se abateu. "Minha corrida foi difícil desde o início. Percebi que havia um problema com a caixa de câmbio logo no começo dirigi sem embreagem quase toda a corrida. Vamos tentar ver o lado positivo, pelo menos a falha no motor só me custou dois pontos, teria sido muito pior se eu estivesse na liderança”.
Dias de Rubinho
Quando estava na Ferrari, Michael Schumacher era o centro das atenções. Tudo o que acontecia de errado era no carro de Barrichello, então seu companheiro. Nesta sua volta, o alemão esta enfrentando os problemas que eram do brasileiro. Falando à BBC depois de abandonar disse:Michael Schumacher (GER) Mercedes GP MGP W01 retired from the race.
Formula One World Championship, Rd 3, Malaysian Grand Prix, Race, Sepang, Malaysia, Sunday 4 April 2010.
"O problema foi que uma das porcas saiu, eu não sei exatamente, eu estava rolando com 3 rodas, não podia fazer nada, nem mesmo levar o carro de volta aos boxes".
Sem pânico
Na primeira prova do ano Vettel liderava e caiu para a quarta colocação. Na segunda corrida, abandonou com problemas nos freios. Mas o alemão venceu na Malásia. “A chave era manter um ritmo, e ir cuidado de pneus, e eu acho que no final do dia o resultado foi muito bom para nós, especialmente para mim, depois de duas corridas que não terminei onde eu queria. É muito importante não entrar em pânico nestes momentos”, declarou o sorridente vencedor na entrevista coletiva, depois da corrida.

Postar um comentário