domingo, 25 de julho de 2010

Agrale lança ônibus hibrido

OBJ_5202 Modelo nacional para transporte em grandes centros utiliza ultracapacitores no lugar da bateria
Fotos: Júlio Soares/ Agrale
Com capital e controle 100% nacional, a Agrale, investe em soluções para o transporte de carga e passageiros. No último dia 24 de junho, a empresa reuniu em São Paulo a imprensa especializada para mostrar seu modelo híbrido.
O Agrale Hybridus baseou-se em pesquisa por alternativas que permitam a mobilidade veicular de forma menos ofensiva ao meio ambiente. O conjunto propulsor é formado por dois motores elétricos de tração de indução trifásica. Eles são interligados mecanicamente por intermédio da caixa somadora e um motor elétrico auxiliar, igualmente de indução trifásica. O propulsor a diesel, de quatro cilindros em linha é fornecido pela Cummins, com potência de 170 cv (125 kW) e torque de 61 kgfm (600 Nm). Este motor só é acionado para auxiliar o conjunto de ultracapacitores nas partidas, em aclives e na geração de energia. Para melhor distribuição de pesos e conforto para os passageiros, todos os propulsores e o gerador, foram instalados na parte traseira do veículo.
O sistema ELFA (Electric Low Floor Axle), desenvolvido pela Siemens, é controlado pela central eletrônica DICO (Digital Input Control). Ele reúne dois ultrapacitores (U’Caps), cada um com 110 capacitores interligados, os quais produzem entre 600 e 700 Volts. Ainda integram o conjunto, um gerador de energia, com quatro inversores e Breaking Resistor (Resistência Elétrica). Esta tecnologia substitui as baterias convencionais de chumbo-ácido e até mesmo as de íon de lítio. Seu tempo de recarga é instantâneo e sua vida útil muito superior a uma bateria convencional.
Com o conceito ELFA, o Agrale Hybridus é movido por intermédio da combinação dos dois motores elétricos de tração, com indução trifásica e potência de 85 kW (106 cv) e torque de 22 kgfm (216 Nm) e um motor auxiliar, de indução trifásica, com potência de 20 kW (27 cv) e torque de 6,2 kgfm (61 Nm) e 450-650 V. O motor auxiliar é utilizado para acionamento do compressor de ar, componentes elétricos, sistema de freios, bomba da direção hidráulica e sistema auxiliar de refrigeração. Segundo divulgado pela empresa, este veículo permite economia de combustível em até 30% e na mesma proporção, redução de poluentes.
A Agrale negocia seu ônibus híbrido com países do Mercosul e já está em contato com várias prefeituras de cidades brasileiras.

Postar um comentário