domingo, 25 de julho de 2010

GP Alemanha: Massa em dia de Barrichello

Massa_ Felipe Massa pula da terceira para a primeira posição no circuito de Hockenheim, lidera a maior parte da prova, mas acata ordem da equipe e deixa Fernando Alonso vencer
Fotos: Divulgação
Em um final de semana que a Ferrari mostrou evolução dos carros, pois em todos os treinos seus dois pilotos figuraram entre os primeiros, a vitória do time foi manchada.
Tudo começou na largada do GP da Alemanha, disputado no circuito de Hockenheim. O pole, Sebastian Vettel (RBR), titubeou, preocupou-se em segurar Fernando Alonso (Ferrari), que partia
Largada_na segunda posição e esqueceu de Felipe Massa (Ferrari), que aproveitou a brecha e assumiu a ponta.
Durante as primeiras voltas, Alonso se aproximava perigosamente de Massa, e chegou a reclamar pelo rádio, dizendo que aquilo era ridículo, reivindicando a situação de primeiro piloto, agindo como se Felipe tivesse a obrigação de deixar ele passar. Algo foi dito, pois o espanhol parou de reclamar e aguardou a primeira parada, pois sabia que o companheiro teria dificuldades com os pneus duros. A manobra de troca de posições foi tramada para acontecer no pit stop, tanto que Alonso foi chamado primeiro. Como Massa andava muito bem e fazia volta rápida, em cima de volta rápida, parou e voltou na liderança. Aí não teve como, a Ferrari tomou a mesma
Ultrapassagem_atitude de 2002, quando Barrichello liderava e Schumacher era o segundo. A ordem foi codificada, via rádio na volta número 49. Pausadamente, o engenheiro falou: “Fernando está mais rápido que você, entendeu a  mensagem?”. Imediatamente, o brasileiro tirou o pé, e deixou Alonso passar.
No final, depois da bandeira quadriculada preta e branca ser agitada, e os costumeiros elogios, o espanhol ainda teve a cara de pau de perguntar se o brasileiro perdeu uma marcha, e tinha chegado ao final. É mole!
159502
Depois desta corrida, ficou fácil acreditar que no contrato recém renovado de Felipe Massa com a escuderia de Maranello, existe a cláusula dizendo que Alonso é o primeiro. Assim, não há como ir contra o patrão!
Difícil para torcida brasileira, pois já viu Emerson Fittipaldi, Nelson Piquet e Ayrton Senna, disputando na pista, inclusive com seus companheiros de equipe e vencendo, engolir uma atitude desta. Eu sei que Felipe tem suas obrigações para cumprir, como qualquer empregado, mas quando isso ocorre em uma competição, com milhares de pessoas torcendo, fica muito complicado. Depois desta corrida, dá vontade acordar cedo no domingo, para ver o GP da Hungria?
McLaren
Agora falando da corrida, ela foi muito interessante, por vários motivos. Entre eles, a reação da Ferrari, a qual vou esperar mais um pouco, pois pode ser apenas uma adequação à pista. Aliás, a revista Autosport inglesa publicou uma matéria dizendo que as asas da Ferrari e Red Bull estão sendo investigadas. Elas parecem ter partes moveis, o que é proibido.
German GP Saturday 24/07/10
Foram várias as disputas no pelotão intermediário, com ultrapassagens no limite. E até a malfada ordem, ficava a expectativa do duelo entre os dois ferraristas, o que não aconteceu. 
Os outros brasileiros não foram bem, Rubens Barrichello (Williams), largou em oitavo, mas o carro não se adaptou a situação de corrida, assim terminou em 12º. Lucas di Grassi (Virgen), até andou bem, mas o carro quebrou e Bruno Senna (Hispania) terminou em 19º.   
102460_133809_lucasalemanha
Apesar de acabar na quarta colocação, Lewis Hamilton (McLaren), que largou em sexto, manteve a liderança do campeonato com seus 157 pontos. Seu companheiro, Jenson Button (McLaren) foi o quinto, e continua na vice-liderança, pois soma 143 pontos. E Vettel acabou em terceiro, está na quarta posição, empatado com Mark Webber (RBR) que é o terceiro, os dois tem 136 pontos. O ‘malandrão’ Fernando Alonso está na quinta colocação com 123 pontos, em sexto aparece Nico Rosberg (Mercedes GP) 94 pontos. O sétimo é Robert Kubica (Renault) com 89 pontos, aí aparece Felipe Massa, 85 pontos, na oitava posição. Com 38 pontos está Michael Schumacher na nona posição e Adrian Sutil (Force India) soma 35 na décima colocação. Ainda pontuaram na Alemanha: 6º - Mark Webber, 7º- Robert Kubica, 8º- Nico Rosberg, 9º - Michael Schumacher e 10º - Vitaly Petrov (Renault).
A próxima etapa acontece dia 01 de agosto, o GP da Hungria, no circuito de Hungaroring. Se Felipe marcar a pole e Alonso for segundo, você já sabe quem vai ganhar.
Rapidinhas
Sem comentários
Depois da corrida, Massa estava com cara de poucos amigos. Ao ser perguntado sobre o que aconteceu na pista, foi curto e grosso. “Eu acho que não preciso dizer nada”.
Multa e julgamento
A FIA fez questão de mostrar ao mundo, o que aconteceu na manobra que deu a vitória a Alonso. A entidade já anunciou que a equipe foi multada em US$ 100 mil e vai analisar o caso no Conselho Mundial. O resultado deve ser a retirada dos pontos, mas só da equipe. E como fica a situação dos apostadores da Bolsa de Londres, que apostaram em Felipe?
Pimenta no olho do outro é refresco
Não é que o alemão Michael Schumacher defendeu a atitude da Ferrari. "Faria exatamente o mesmo. Em princípio, eu aceito totalmente ordens da equipe. Na Fórmula 1 existe apenas um objetivo: ser campeão”, afirmou o ex-piloto da Ferrari à BBC TV. Detalhe, ele foi muito beneficiado por ordens iguais em sua passagem pela equipe italiana.

Postar um comentário