segunda-feira, 11 de outubro de 2010

GP Japão: Só deu Red Bull

164050 Dobradinha da RBR na terra do sol nascente deixa o titulo mais próximo de Mark Webber, porém, Alonso e Vettel ainda têm chances
Por: Edison Ragassi
Muito tumulto no GP do Japão, disputado no circuito de Suzuka. Isso porque a chuva forte impediu que os treinos classificatórios acontecessem no sábado.
Assim, na manhã de domingo, Sebastian Vettel e Mark Webber conquistaram o direito de partir na primeira fila do GP nipônico. Quem quer ser campeão precisa, além de ter o melhor carro e
164036 pilotar sem cometer erros, ter muita sorte. E parece que a sorte está com Mark Webber. Na classificação, Lewis Hamilton  (McLaren), terceiro melhor tempo, trocou o câmbio do carro, foi punido em cinco posições e largou apenas em oitavo. Robert Kubica (Renault) herdou a posição de Hamilton e Fernando Alonso (Ferrari), largou em quarto.
O brasileiro Felipe Massa (Ferrari), que foi intimado durante a semana pelo presidente do time, Luca de Montezemolo, a dar seu melhor para ajudar Fernando Alonso a ser campeão, não conseguiu nem passar do Q2 e saiu na 12ª posição.
A largada foi tumultuada. Kubica conseguiu pular para o segundo lugar, e no pelotão de trás, Vitaly Petrov (Renault) tocou em Nico Hulkenberg (Williams) e bateu no muro. Antes de chegar à primeira curva, Nico Rosberg (Mercedes) acertou a Ferrari de Massa que atingiu Vitantonio Liuzzi (Force India), e os dois ficaram fora. O polonês da Renault perdeu uma roda na quarta volta e deixou de ser incômodo para os aspirantes ao titulo.
164029
Assim, as RBR fizeram uma corrida a parte, nem nas paradas para troca de pneus, elas foram ameaçadas. O mesmo ocorreu com Alonso que na terceira colocação, escoltou os lideres.
Rubens Barrichello (Willams) foi o melhor brasileiro na corrida. Manteve-se em sétimo até a parada no box, que foi um verdadeiro desastre, pois a equipe se atrapalhou. Ele voltou em 11º, e ainda teve fôlego para terminar em nono. Bruno Senna (Hispania) conseguiu sua melhor colocação na curta carreira de F-1, o 15º lugar. Lucas di Grassi (Virgin), nem largou, na volta de apresentação seu carro perdeu o controle e bateu no muro.
Depois do GP do Japão, Webber continua líder com 220 pontos, Alonso e Vettel somam 206 pontos, Hamilton está em quinto com 192 pontos e Jenson Button (McLaren), que chegou na quarta posição soma189 pontos.
164057
Nesta prova, Mark Webber dirigiu na ponta dos dedos, não arriscou, e nem se incomodou com o companheiro que ganhou a prova. A RBR disse que não vai interferir nesta disputa e vai dar carros iguais. E aí que mora o perigo. Já vimos Vettel na ânsia da vitória perder pontos e tirar também do companheiro. Fernando Alonso, apesar do equipamento inferior, só espera mais deslizes do alemão, para embolsar este titulo. Se cuida Red Bull!
A próxima etapa do Mundial da Fórmula 1será dia 24 de outubro na Coreia do Sul. O circuito de Yeongam é desconhecido de pilotos e equipes, o que pode trazer um tempero a mais para esta disputadíssima temporada.
Rapidinhas
Coisas estranhas
Lucas di Grassi bateu seu carro na volta de apresentação, mas não sabe o que aconteceu. "Não sei o que aconteceu. De repente o carro virou para o lado errado. Não estava em velocidade de corrida nem nada, foi estranho. Ainda não sabemos o que quebrou", afirmou o piloto em entrevista à TV Globo.
Um dia inesquecível 
Comedidamente, Sebastian Vettel comemorou a vitória. "Esse dia foi fantástico, incrível com a pole na manhã e a corrida à tarde. Obviamente foi uma experiência especial com a qualificação e a corrida no mesmo dia. Não foi muito fácil em termos de foco ficar preparado, mas acho que a equipe toda fez um trabalho muito bom", declarou o vencedor depois da prova.
O espanhol está vivo
Depois de contar com a sorte, pois Hamilton teve problemas com o câmbio de sua McLaren, antes e durante a corrida, Alonso considerou a terceira posição um ótimo resultado. "Acho que temos de estar muito felizes com o resultado e esses 15 pontos. O circuito não era o melhor para nós, e em termos de performance não estivemos no nosso melhor nível. Sabíamos que o terceiro lugar seria, talvez, a nossa posição máxima aqui, mas estamos convencidos de que essa pista foi a pior para nós dos circuitos restantes para o fim do campeonato", afirmou o confiante piloto da Ferrarri.

Postar um comentário