segunda-feira, 21 de março de 2011

Aircross, para as aventuras urbanas

IMG_1390Modelo aventureiro urbano da Citroën desenvolvido no Brasil surpreende por suas linhas arrojadas com traços futuristas
Texto: Edison Ragassi
Fotos: José Nascimento  
Lançado em agosto de 2010, o Citroën C3 Aircross é produzido em Porto Real (RJ). Trata-se de um veículo utilitário esportivo (SUV), que a marca desenvolveu no Brasil, para atender também a Argentina e outrosIMG_1335 países latino-americanos.

Seu design é arrojado e robusto, a grade é formada pelos duplos Chevrons cromados. Uma grande tomada de ar bem aberta aparece na parte inferior. O capô é elevado e os faróis são grandes, eles estão encaixados na lataria e invadem os para-lamas. Com para-brisa panorâmico, o carro oferece excelente visibilidade.
Na lateral há estribos protetores e a inscrição Aircross aparece na parte inferior das portas. Acima, barras longitudinais no teto, para completar o visual aventureiro,  e a capa dos retrovisores são cromadas. O toque de exclusividade foi dado nas rodas diamantadas Buggy, elas são calçadas com pneus de uso misto 205/60 R16.IMG_1367

Para reforçar o apelo fora de estrada, o estepe está exposto na traseira e serve como suporte para a tampa do porta-malas. As lanternas estão fixadas no alto com cromados em volta, bem ao estilo tunning.

O painel de instrumentos tem formas arredondadas, assim como as saídas de ar (três ao centro e uma em cada lateral).
Em sua construção, o Aircross utiliza suspensão independente tipo McPherson na dianteira, com barra estabilizadora, molas helicoidais e amortecedores pressurizados. Na traseira, o conjunto é formado por uma travessa deformável, com molas helicoidais, amortecedores pressurizados e barra estabilizadora. Sua altura em relação ao solo foi elevada em 36 mm no eixo dianteiro eIMG_1349 41 mm no eixo traseiro, o que assegura um vão livre em relação ao solo de 230 mm na frente e 240 mm na traseira.

O novo Citroën é equipado com motor 1.6 litro, 16V Flex, de quatro cilindros em linha com filtro de óleo ecológico, no qual só é substituído o refil de papel que pode ser incinerado sem prejudicar o meio ambiente. Este propulsor entrega 113 cv de potência a 5.800 rpm com Etanol e 110 cv na mesma rotação ao usar Gasolina. O torque é de 15,80 kgfm a 4.500 rpm (E) e 14,47 kgfm a 4.000 rpm (G). A caixa de câmbio manual com 5 velocidades teve as relações de marcha encurtadas em 15% para privilegiar IMG_9366acelerações e retomadas.

E quem vê o tamanho do C3 Aircross tem a impressão de que o motor 1.6L não dá conta do recado, o que é um engano. O carro tem um arranque invejável, ótimas acelerações e retomadas, não causa sustos ao realizar uma ultrapassagem.
A posição de dirigir é alta, agrada o público feminino que gosta de veículos deste porte.

Confortável, tanto para motorista como passageiros, o Aircross tem distância entre os eixos de 2.540 mm, 4.279 mm de comprimento e a altura da carroceria é de 1.753 mm. A capacidade volumétrica do porta-malasIMG_1457 é de 403 litros, com os assentos traseiros em posição normal, ou 1.500 litros com eles rebatidos. E o tanque recebe 55 litros de combustível.

O Citroën Aircross é comercializado em três versões, a GL custa R$ 53.900 e traz de série: ar-condicionado, computador de bordo, vidros dianteiros e retrovisores com acionamento elétrico, abertura das portas com acionamento à distância, barras de teto longitudinais, estepe com dispositivo antifurto, bancos traseiros rebatíveis 1/3 e 2/3, porta-malas com travamento elétrico, entre outros. 
A opção intermediaria GLX custa R$ 56.400, além dos itens do modelo de entrada é equipada com: rodas de liga leve Buggy, bússola, inclinômetro (horizontal e vertical), vidros traseiros elétricos, faróis de neblina, regulagem de altura do banco do motorista e sistema de som com Rádio/ toca CD MP3 e entrada para iPod.

Já a topo de linha, Exclusive custa R$ 61.900 e nela o ar-condicionado é digital e os bancos em couro. Além disso, traz, air bag duplo, Rádio Pioneer for Citroën, ABS + EBD, limitador e regulador de velocidade, volante em couro, rodas de liga leve Buggy, bússola, inclinômetro (horizontal e vertical), vidros traseiros elétricos, faróis de neblina e regulagem de altura do banco do motorista. IMG_1468
Ainda como opcionais é ofertado: sensor de estacionamento traseiro, acendimento automático de faróis, sensor de chuva, air bag lateral e sistema de Navegação MyWay.

O modelo é vendido com três anos de garantia, a fabricante ainda oferece um Pacote Promocional de Lançamento, válido para todos os clientes que comprarem o carro até 31/12/2010. Neste pacote as três primeiras revisões são gratuitas em qualquer concessionária da marca. Ela inclui as operações de manutenção, mão de obra e peças preconizadas em cada uma das três primeiras revisões (10.000, 20.000 e 30.000 km) constantes no manual de manutenção e garantia do veículo.

Logo na estréia, o Citroën Aircross agradou os jornalistas do setor automotivo, pois venceu na categoria Minivan o Prêmio Imprensa Automotiva 2010, promovido pela Abiauto (Associação Brasileira da Imprensa Automotiva) e apoiado pela Wynn’s. Mas por seu porte e características seus grandes concorrentes no mercado nacional são: o Fiat Idea Adventure, Palio Weekend Adventure, Volkswagen CrossFox e o principalmente o Ford EcoSport.
Custos das peças de reposição*
Amortecedores dianteiros: 186,99 - cada
Amortecedores traseiros: 137,04 - cada
Discos de freios dianteiros: 317,42 - cada
Jogo de pastilhas dianteiras: 252,38
Lonas traseiras: 96,91- jogo com 4 unidades
Filtro de óleo: 28,51   
Filtro de ar: 44,18        
Filtro de combustível: 22,89   
Velas: 12,42- cada
*Valores sugeridos pela fabricante

Ficha técnica
Citroën Aircross
Motor: 1.6 litro
Número de cilindros: 4 em linha
Número de válvulas: 16
Cilindrada: 1.587
Injeção eletrônica multiponto
Potência: 110 cv / (G)/ 113 cv (E) a 5.800 rpm
Torque: 15,80 kgfm a 4.500 rpm (E) e 14,47 kgfm a 4.000 rpm (G) 
Tração: Dianteira
Câmbio: Mecânico de 5 marchas
Direção: Hidráulica vazâo variavél
Suspensão Dianteira: Independente, tipo McPherson, com molas helicoidais, barra estabilizadora e amortecedores pressurizados.
Suspensão Traseira: Travessa deformável, com molas helicoidais, amortecedores pressurizados e barra estabilizadora.
Freios Dianteiros: Discos ventilados
Freios Traseiros: Tambor
Colaboraram:
Citroën do Brasil e Mecânica do Gato
 

IMG_1440IMG_1425IMG_9351

Postar um comentário