segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Aceleradas- GP Hungria: A chuva sempre ajuda!

182686No travado circuito de Hungaroring a McLaren mostrou evolução, seus dois pilotos só não fizeram dobradinha, porque Hamilton errou, mas Button pilotou bem e venceu
Por: Edison Ragassi
Quem diria! Nos últimos anos, a corrida húngara foi marcada por ser umas das mais chatas da temporada, pois os carros pareciam desfilar na pista. Este ano foi bem diferente. Primeiro que os pilotos de ponta estão com o atual campeão e líder do mundial Sebastian Vettel (Red Bull) entalado na garganta, já que o alemão faturou seis provas.
Soma-se a isso a evolução natural das equipes, que têm como ponto de honra melhorar o equipamento durante a temporada. E neste quesito a McLaren e Ferrari estão realizando um bom trabalho.
182681
Tanto que Fernando Alonso (Ferrari) venceu na Inglaterra, Lewis Hamilton (McLaren) faturou na Alemanha e agora foi a vez de Jenson Button (McLaren) chegar ao degrau mais alto do pódio na prova de número 200 de sua carreira na F-1. Antes disso, o inglês já havia triunfado no espetacular GP do Canadá.

182680

Vários fatores ajudaram para que ele conquistasse a vitória. Vettel marcou a pole, mas logo na largada Hamilton, tomou a ponta. O alemão da Red Bull não arriscou uma defesa, pois com sua vantagem, pior que não ganhar é ficar sem marcar pontos.
Outro que tentou fazer uma boa largada, mas não triunfou foi Felipe Massa (Ferrari). O brasileiro pela primeira vez nesta temporada largou na frente de Alonso, mas perdeu duas posições. Para piorar a situação, ainda rodou. Não tem jeito, chuva não é a dele.
182693
A chuva chegou, mas não torrencial e causou uma baita confusão para os estrategistas das equipes. Assim, nas primeiras voltas, aconteceu um festival de mudanças na primeira colocação. Hamilton, Button, Vettel, Alonso e até Michael Schumacher (Mercedes-GP) lideraram a corrida.
Hamilton esteve na frente durante boa parte do GP. Rodou e cometeu uma manobra considerada imprudente para retornar e ai foi punido com uma passagem pelos boxes.
182687
Mas antes disso seu companheiro Button ultrapassou-o na pista. Eles duelaram por varais voltas alternando-se na primeira posição.  Button ainda ousou na estratégia, escolheu os pneus certos, e assim venceu a prova.
E Hamilton foi o melhor na corrida. Após a rodada, trocas erradas de pneus, o inglesinho abusado acelerou tudo que podia e ultrapassou Massa, depois Webber no meio dos retardatários num verdadeiro o show de pilotagem. 
Fernando Alonso também pilotou bem. Segurou Vettel enquanto pode, mas na volta 45 não resistiu e foi ultrapassado pelo alemão.
182691
O outro brasileiro na prova, Rubens Barrichello mostrou porque ainda é um dos melhores pilotos em atividade. Apesar da ruindade de seu Williams, chegou em 13º lugar, enquanto o outro piloto do time, o venezuelano Pastor Maldonado terminou em 16º.
Um momento de tensão aconteceu com o piloto da Renault-Lotus, o alemão Nick Heidfeld, pois seu carro pegou fogo logo após deixar os boxes na volta 25.

182716

Para quem gosta de uma corrida agitada, o GP da Hungria superou as expectativas. Confira abaixo quem marcou pontos:
1º - Jenson Button (McLaren)
2º - Sebastian Vettel (Red Bull)
3º - Fernando Alonso (Ferrari)
4º - Lewis Hamilton (McLaren)
5º - Mark Webber (Red Bull)
6º - Felipe Massa (Ferrari)
7º - Paul di Resta (Force India)
8º - Sebastien Buemi (Toro Rosso)
9º - Nico Rosberg (Mercedes-GP)
10º - Jaime Alguersuari (Toro Rosso)

No campeonato, Vettel tem 234 pontos, Webber 149, Hamilton 146, Alonso é o quarto com 145 pontos, Button, apesar das duas vitórias, tem 134 na quinta colocação e Massa é o sexto, com 70 pontos. O campeonato continua nas mãos de Vettel.
A F-1 agora dá uma grande parada, são as férias de verão na Europa, mas com certeza as equipes continuam seu trabalho nas fábricas. Na volta dia 28 de agosto, no circuito de Spa-Francorchamps (Bélgica), saberemos se McLaren e Ferrari conseguiram realmente superar a Red Bull.

Rapidinhas
Linha de gelo
A chuva serve para igualar equipamentos, mas também exige muito mais dos pilotos. “Entrei na curva e acabei encostando na linha branca, que parece que é de gelo. Você encosta nela, o carro perde a direção completamente. Foi o que aconteceu comigo. Meu companheiro saiu no mesmo lugar três voltas antes. Foi o que me tirou a chance de lutar pelo pódio”, lamentou Felipe Massa depois de rodar e terminar em sexto no GP da Hungria.

Jogando para a equipe
Jenson Button valorizou sua vitória na corrida húngara, mas não se esqueceu do time que o acompanha. "A razão da nossa vitória é que fomos rápidos. Mesmo se estivesse chovendo, não teria importância", declarou o vencedor que também comemorou 200 GPs disputados.

Decepção
Rubens Barrichello esperava mais de seu Williams. "Estou bastante desapontado com o resultado porque estávamos lutando por alguns pontos hoje. Nós lutamos com os nossos pneus toda a prova, e eu perdi uma parte da minha asa dianteira no início da corrida. Então, quando começou a chover, eu vi uma grande chance para nós. Vi Hamilton rodar e pensei que poderíamos fazer algo para ter uma chance de terminar com bons pontos. Mas a chuva só caiu para uma volta e assim nossa parada para colocar os intermediários não funcionou”, declarou o brasileiro.

Postar um comentário