domingo, 30 de outubro de 2011

GP Índia: E Vettel passeia....

188629

Novo circuito, duas retas para utilização da asa móvel, vários pontos de ultrapassagem. Mesmo assim, o campeão Sebastian Vettel correu sozinho
Por: Edison Ragassi
Nenhuma novidade. Vettel (RBR), largou na pole, liderou de ponta a ponta. Até ai já havia enfiado a faca até o cabo nos adversários, a torcida na lamina, para humilhar a concorrência, aconteceu na última passagem, quando o alemão marcou a melhor volta da prova. Enfim, ele merece, seu desempenho em 2011 é exemplar, aliado ao fato de ter o melhor carro, o que deixou o piloto imbatível.

188779

Mas, apesar desta superioridade, o estreante GP da Índia, teve momentos de disputa. Logo na largada, Jenson Button (McLaren), usou toda a sua experiência e ultrapassou Mark Webber (RBR) e Fernando Alonso (Ferrari), alcançando a segunda colocação. Felipe Massa (Ferrari) ultrapassou o inglês Lewis Hamilton (McLaren) e permaneceu colado em Alonso.
188733
Bruno Senna (Renault-Lotus), na partida, entrou na zona de pontuação, ao alcançar a 10ª colocação. Rubens Barrichello (Williams) teve menos sorte e não conseguiu escapar de um acidente. Foi obrigado a entrar nos boxes, trocar o bico do carro e caiu para a última posição.
188619
Na frente, Vettel pilotava ‘de cara pro vento’, sem obstáculos, enquanto que a briga pela segunda, terceira, quarta e quinta colocações acirrava-se.
Depois da primeira parada para troca de pneus, Massa continuou andando forte, mas cometeu um pequeno deslize. Pronto! Suficiente para Hamilton se aproximar de maneira perigosa e começar a incomodar o brasileiro. Ele defendeu-se bem, mas na volta 24, Hamilton tentou ultrapassar por dentro da curva. Felipe fechou a porta e os dois se tocaram.
188776
O carro do inglês foi o maior prejudicado e a direção da prova puniu o brasileiro. Sem patriotismo, na minha modesta opinião, nenhum dos dois merecia punição. Foi lance de corrida. A FIA esta se metendo onde não é chamada, e deixando coisas mais importantes de lado. A inspeção do autódromo, por exemplo.

No sábado, Massa ficou fora da briga por melhores posições porque a suspensão de seu carro quebrou ao passar em uma zebra com defeito. Eles não arrumaram, e a quebra aconteceu de novo, durante a corrida, na mesma zebra. Massa deixou de marcar pontos preciosos em uma corrida que vinha bem.

Ruim para uns, bom para outros. Alonso, técnico e agressivo quando precisa, usou a segunda parada e ultrapassou Webber conquistando terceira posição.

188666

E Jenson Button tentou tudo o que podia, mas a superioridade do carro da Red Bull é tenta, que o inglês nem se aproximou do primeiro colocado.
Bruno Senna foi vitima da estratégia traçada por seu time. Andou o tempo todo na nona posição e foi trocar pneus na última volta. E o resultado foi decepcionante, caiu para 12º, atrás do companheiro russo Vitaly Petrov (Renault-Lotus).

Já Rubens Barrichello, que luta desesperadamente por uma vaga para a próxima temporada, terminou na 15ª posição, foi o que o carro permitiu, depois do acidente na largada.
Marcaram pontos no GP da Índia:
1º - Sebastian Vettel
2º - Jenson Button
3º - Fernando Alonso
4º - Mark Webber
5º - Michael Schumacher
6º - Nico Rosberg
7º - Lewis Hamilton
8º - Jaime Alguersuari
9º - Adrian Sutil
10º - Sergio Perez

No campeonato, Vettel soma 374 pontos, Button tem 240 pontos e Alonso 227. Webber conquistou 221.  A 18ª e penúltima etapa será disputada dia 13 novembro, em Abu Dabi, no circuito de Yas Marina.

Rapidinhas
Frustração
Para Jenson Button da McLaren, só restou brigar pelo vice-campeonato. E, uma vitória ajudaria muito, mas Vettel esta impossível.  "Assim que Sebastian entrou no ritmo, eu tive que esquecer. Ele não cometeu nenhum erro e eu não pude fazer nada a respeito. Foi uma boa corrida, mas estou frustrado por não ter alcançado Sebastian", declarou o inglês depois da prova.

Sem preguiça
Vettel dominou a corrida de ponta a ponta, mas mesmo assim, alguns acharam que ele estava preguiçoso, pois já tem em mãos o segundo titulo. "Não há nenhum sinal de preguiça ou desatenção aos detalhes, e acho ótimo ver isso na equipe. Tivemos uma corrida suave, o carro estava muito bem equilibrado. Estou orgulhoso de ter me tornado o primeiro vencedor na Índia".

Troca de farpas
Felipe Massa continua se estranhando com Lewis Hamilton. Na Índia, o brasileiro foi punido. "Não entendi por que houve a punição. Freei depois dele, estava na frente, na parte da pista com maior aderência e não o vi no lado esquerdo. Ele estava atrás e tocou na minha roda traseira. Eu deveria recuar e deixá-lo passar por mim?".  E Hamilton, em sua versão ‘paz e amor’, tentou reconciliação antes da corrida começar. "Ele não tem falado comigo por um longo tempo, mas eu tomei a iniciativa. Quando ficamos próximos, no minuto de silêncio, coloquei a mão sobre seu ombro e desejei uma boa corrida". Sobre o acidente, ele deu sua versão. "Fui fazer a ultrapassagem, mas tentei desviar ao ver que ele não me deu qualquer espaço. Acabamos colidindo. Foi um dia decepcionante".

Postar um comentário