sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Ford mostra o Novo EcoSport

EcoSport

Utilitário esportivo desenvolvido no Brasil entra no processo de globalização da Ford. A nova geração foi desenvolvida aqui e vai ganhar o mundo
Por: Edison Ragassi
Fotos: Divulgação
Logo no inicio do ano, dia 04 de janeiro, a Ford Motor Company, reuniu a imprensa especializada brasileira e argentina para a pré-apresentação do Novo EcoSport. Simultaneamente, o produto também foi mostrado na Índia, no Salão de Nova Déli.

O modelo foi lançado em 2003, com a proposta de ser um aventureiro esportivo compacto e caiu no gosto dos consumidores do MERCOSUL. Segundo a Ford, foram produzidas mais de 700 mil unidades do carro. A nova geração deve chegar ao mercado até o final do primeiro semestre e passa a ser feito tendo como base o New Fiesta.

EcoSport2

Com design de linhas arrojadas, a frente tem uma grande grade, o conjunto ótico pequeno, quase que embutido nos para-lamas e o símbolo oval da marca em destaque no centro, o modelo parece ter saído de um filme de ficção cientifica.

EcoSport_04

Visto de lado, um vinco corta o carro da saliência do para-lama até a lanterna traseira e outro na parte inferior das portas.

EcoSport3

A traseira manteve a roda sobressalente para fora e as lanternas invadem a tampa. Pelo formato das linhas, a impressão é de que ela passa a abrir para cima e não mais para fora.

EcoSport logo1

O carro passou pelo processo de globalização da Companhia, chamado de One Ford. A estratégia tem como objetivo oferecer produtos que contemplam segurança e qualidade em todas as partes do Mundo onde a fabricante de veiculas atua.

EcoSport_Esboço 4

O centro de design de Camaçari, na Bahia, agora é integrante da rede global de estúdios de criação que trabalham conjuntamente no desenvolvimento de novos produtos.

Os executivos não revelaram quais os tipos de motores equiparão o carro e nem tão pouco sua motorização. Atualmente ele é comercializado com propulsores Flex 1.6L 8 válvulas (RoCam), 2.0L 16 válvulas (Duratec) e nos países do MERCOSUL existe uma versão diesel.

As especulações são de que o 1.6L utilizará motor Sigma e o 2.0L permanece com o Duratec. Também, apesar das modificações, os preços continuarão nos patamares do modelo vendido atualmente.
Com esta iniciativa a Ford passa a produzir veículos que atendem as mais rígidas normas de qualidade e segurança. É o Brasil firmando-se como um dos mais importantes fabricantes de veículos do planeta.

Postar um comentário