quinta-feira, 5 de julho de 2012

Inflação do carro fecha junho com alta de 0,3%

A Inflação do Carro da Agência AutoInforme teve alta de 0,30% em junho, acumulando aumento de 0,84% no semestre.

O estudo, que levanta os preços de todos os itens necessários para o motorista andar de carro e fazer a manutenção preventiva, registrou alta no preço da gasolina e queda no preço do álcool.

A gasolina ficou 0,33% mais cara em junho e o preço do álcool caiu 1,63%. Em São Paulo a gasolina está custando em média, R$ 2,63 e o álcool R$ 1,79.

Neste ano, os combustíveis não estão sendo os vilões no bolso do motorista. São os preços dos serviços automobilísticos os responsáveis pela alta do custo de vida de quem tem carro. Só em junho a cesta de serviços teve alta de 1,11%. Itens como alinhamento de direção, balanceamento de rodas, estacionamento, cambagem, lavagem, revisões periódicas, entre outros, estão cada vez mais caros.

As peças de reposição estão sendo reajustadas num ritmo menor. Em junho, a alta de itens como filtro de ar, de óleo e de combustível, jogo de velas, pneus e pastilhas de freio chegaram no máximo a 0,32%.

Individualmente, a maior alta ocorrida em junho foi do alinhamento de direção que ficou 3,66% mais caro, seguido pelo serviço de revisão e mão de obra, com alta de 3,45%. O motorista paga 3,38% mais caro para fazer a cambagem: o serviço já esta custando mais de R$ 50,00 por roda.

Semestre tem alta de 0,84%

  A Inflação do carro fechou o primeiro semestre do ano com alta de 0,84%. O aumento foi impulsionado principalmente pelos serviços, que já estão custando 3,06% mais caros; pelo seguro do carro, que já subiu 3,76% e pelas peças de reposição, que tiveram alta de 2,62% até junho.

Por outro lado, os combustíveis estão com os preços mais baixos este ano. Na média, os preços do álcool e da gasolina caíram 3,77% nos primeiros seis meses do ano.

Postar um comentário