sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Motor EcoBoost será produzido no Brasil

EcoBoost Engine

A versão brasileira do propulsor mais avançado da Ford será o 2,0 litros, ele tem turbo compressor e injeção direta de combustível

Por: Edison Ragassi

Fotos: Divulgação

Durante o 2º Workshop Ford de Tecnologia – A Eficiência Energética, realizado em São Paulo, dia 20 de setembro, a empresa mostrou os detalhes do propulsor que será produzido na nova fábrica de motores em Camaçari (BA).Trata-se do EcoBoost 2.0L com uma potência de 250 cv e torque máximo de 34,5 kgfm em uma faixa ampla de rotações, de 2.000 a 4.500 rpm.

2.0 liter four-cylinder EcoBoost engine

Montado em bloco de alumínio, usa turbo de baixa inércia, o qual gira em rotações de até 195.000 rpm, segundo divulgado pela Ford é projetado para um ciclo de vida de mais de 240.000 km, ou 10 anos de uso. Ele trabalha com uma pressão de até 16 psi e usa um intercooler para reduzir a temperatura do ar de admissão do motor.

2.0 liter four-cylinder EcoBoost engine

Fabricado com superliga de tungstênio e cobalto – a mesma usada no sistema de alimentação dos motores dos ônibus espaciais – é capaz de operar em temperaturas de até 1.050ºC. Chamado K03, esse novo turbocompressor da BorgWarner combina resfriamento a água e a óleo. Quando o motor está funcionando a refrigeração é feita a óleo e quando o motor é desligado o turbo continua a ser resfriado pelo sistema de água, usando o princípio de sifonamento térmico.

A injeção direta de combustível trabalha com alta pressão, de até 2.200 psi, e injetores com sete jatos individuais para espargir o combustível diretamente dentro da câmara de combustão. O comando de válvulas é duplo, independente variável (Ti-VCT), o qual permite aumentar em aproximadamente 10% a potência e em até 4% a economia de combustível.

A tecnologia EcoBoost foi desenvolvida para atender a crescente necessidade de utilizar motores menores, com excelente desempenho, máxima economia e menores emissões de poluentes.

2.0 liter four-cylinder EcoBoost engine

A linha conta com varias versões, o de entrada 1.0L de três cilindros, 1.6L, 2.0L de quatro cilindros e o V6 3.5L. Eles equipam desde veículos compactos a utilitários e carros de performance, e continua a ser expandida para outras aplicações.

Até 2013, a Ford planeja ter 90% da sua linha na América do Norte equipada com motores EcoBoost. O conceito aplicado em todas as suas variantes é o mesmo: tamanho e consumo de bloco pequeno com desempenho de motor maior.

Em breve este motor chegará ao Brasil equipando o Novo Fusion, a produção nacional ainda não tem data marcada, mas integra a estratégia de globalizar os produtos da Ford.

Postar um comentário