domingo, 28 de outubro de 2012

Aceleradas: GP Índia – Vettel vence e Alonso respira!

212122

O alemão da RBR está impossível e parece imbatível, conquistou a quarta vitória seguida e abriu 13 pontos de vantagem para o segundo colocado o espanhol da Ferrari

Por: Edison Ragassi

Na pista indiana, os carros da RBR dominaram os treinos classificatórios, assim, Sebastian Vettel e Mark Webber largaram na primeira e segunda posição, seguidos pelas McLarens de Lewis Hamilton e Jenson Button.

212086

Confirmando que a Ferrari não acertou seus carros para treinos, Fernando Alonso e Felipe Massa saíram na quinta e sexta posição.Com as luzes vermelhas apagadas, Alonso fez por merecer o título de melhor piloto da F-1. Em uma manobra ousada, ultrapassou Button e Hamilton de uma só vez e mesmo com um carro mais lento foi buscar os RBRs.

212144

Um pouco da sorte do espanhol voltou, pois o carro de Webber perdeu rendimento e ele conseguiu ultrapassar o australiano. Andou rápido, mas o máximo que conseguiu foi diminuir a diferença para 11 segundos entre o primeiro e o segundo colocado.

Felipe Massa (Ferrari), também fez uma boa corrida. Na largada, protegeu Alonso e por isso manteve a sexta colocação sempre com Kimi Raikkonen (Lotus) fungando em seu cangote.

212274

Na parada para a troca de pneus, o finlandês chegou a ultrapassá-lo, mas Massa lutou e voltou para a posição. Logo em seguida veio a informação pelo rádio que o carro estava gastando muito combustível, o que fez o brasileiro só defender-se até o final.

212238

Bruno Senna (Williams) saiu em 13º, ultrapassou o companheiro Pastor Maldonado e o alemão Nico Rosberg (Mercedes- GP) para terminar em 10º na zona de pontuação.

No mais foi uma corrida morna, por causa do asfalto, as equipes optaram por uma parada, o que limitou a movimentação vista nas etapas anteriores.

Marcaram pontos no GP da Índia

1º - Sebastian Vettel

2º - Fernando Alonso

3º - Mark Webber

4º - Lewis Hamilton

5º - Jenson Button

6º - Felipe Massa

7º - Kimi Raikkonen

8º - Nico Hulkenberg

9º - Romain Grosjean

10º - Bruno Senna

No campeonato, Vettel soma 240 pontos, Alonso 227, Raikkonen é o terceiro com 173 pontos e Webber aparece em quarto, pois soma 167 pontos.

212131

Antes da largada Alonso declarou que o problema não era disputar com Vettel, mas sua luta era contra Adrian Newey o projetista da Red Bull. Causou polêmica, mas ele tem toda a razão. O alemão duas vezes campeão é muito bom piloto, só que, quando teve nas mãos um carro inferior não conseguiu tirar a diferença no braço, cometeu erros e até fez algumas trapalhadas.

Faltando três provas para o final da temporada, o espanhol precisa contar com a sorte ou uma descoberta mágica do projetista de sua equipe, só que não há tempo. A próxima corrida será em Abu Dhabi já no próximo domingo (04/11).

Rapidinhas

Pane seca

O brasileiro Felipe Massa fez uma prova defensiva, pois o seu carro bebia demais. "Foi uma corrida muito dura, do início ao fim. Depois de umas 20 voltas, já tive a informação de que teria de salvar combustível. Então, durante a maior parte da prova, tive de poupar gasolina. Não podia soltar o carro e ainda tinha sempre a ameaça de Kimi Raikkonen, bem atrás de mim". Depois da bandeirada, ele parou logo em seguida para manter o mínimo de gasolina que exige o regulamento.

Confiança na vitória

O espanhol Fernando Alonso não entrega os pontos, apesar de saber que seu carro é inferior, ele acredita no título. "Nada mudou em apenas uma corrida, há ainda 75 pontos a serem disputados e estamos apenas 13 atrás deles", declarou o espanhol depois da prova.

E Vettel responde

Perto de conquistar seu terceiro titulo, Sebastian Vettel sabe que tem o melhor carro, mas procura manter a humildade. Ele respondeu a cutucada de Alonso exaltando o time. "O resultado dos últimos dois anos não aconteceram graças a mim ou a uma outra pessoa específica da equipe. Mas, sim, graças a todos. Este é o espírito que compartilhamos e é bonito fazer parte disso. Ganhamos e perdemos juntos", falou o alemão.

Postar um comentário