quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Lançamentos: Civic 2014

3R0G8122 b Honda passa a oferecer seu sedã médio com motor 2,0 litros flex, o qual não utiliza o tanquinho para partida a frio e acrescenta câmbio manual de seis marchas ao modelo 1.8L

Por: Edison Ragassi/ Fotos: Divulgação

Em janeiro de 2013, na cidade de Campinas, a Honda Automóveis lançou o Civic 2014. O sedã médio fabricado em Sumaré (SP) passa a contar com motor 2.0L 16V SOHC i-VTEC Flex. Feito em alumínio, utiliza comando de válvulas variável, o qual entrega 150 cv (G)/155 (E) a 6.300 rpm e torque de 19,3 kgfm (G) a 4.700 rpm/ 19,5 kgfm (E) a 4.800 rpm.

3R0G0880d

Além do aumento da potência, este propulsor não utiliza o subtanque para partida a frio abastecido com gasolina. Ao acionar o botão no controle da chave que destrava as portas, um conjunto de aquecedores é ativado diretamente na linha de combustível aquecendo a temperatura, principalmente do etanol, ao ponto ideal para compor uma mistura ar/combustível pronta para entrar em combustão imediata, independente da temperatura externa.

C45F8030 b

Ao incluir o motor 2.0 L na linha Civic 2014, a Honda mudou as opções de versões, elas agora são três. A LXR automática tem preço sugerido de R$74.290 e EXR automática custa R$83.890.

A versão de entrada LXS, mantém o motor 1.8L, o qual entrega potência de139 cv (G) / 140 cv (E), é comercializada com a opção do novo câmbio manual de seis velocidades ao preço de R$66.690 e R$69.900 equipado com transmissão automática, mas neste propulsor, a fabricante manteve o tanquinho para partida a frio.

3R0G0794 - LXR Também, todas as versões passam a contar com Bluetooth no sistema de som, o qual permite ao motorista atender chamadas sem a necessidade de manuseio do celular ou tirar as mãos do volante.

Ainda foi mantido o botão (ECON), que faz a condução tornar-se mais econômica, além da central inteligente (i-MID), que exibe em uma tela de LCD colorida de cinco polegadas diversas informações e opera como interface para customização do veículo, seus comandos estão localizados no volante.

3R0G8190 cc

Apesar do motor 2.0L ser mais pesado que o 1.8L, não foi necessário realizar ajustes nos sistemas de suspensões, pois a diferença de peso foi compensada com a retirada do sistema de partida a frio. Assim as peças de reposição como amortecedores e molas são as mesmas utilizadas em todas as versões do Civic. O mesmo ocorre com discos e pastilhas de freios.

Este motor 2,0 litros também será utilizado no Honda CR-V, o qual é fabricado no México, e chegará ao mercado nacional ainda este ano.

Postar um comentário