domingo, 17 de março de 2013

GP Austrália: Começo interessante

218715

Raikkonen desbanca favoritismo da RBR e vence a primeira prova do ano, Felipe Massa foi prejudicado por estratégia da Ferrari e termina em quarto lugar

Por: Edison Ragassi

Uma chuva forte e inesperada apareceu durante os treinos classificatórios para o GP da Austrália, disputado em Melbourne no último domingo (17/03). Assim os organizadores foram obrigados a transferir a classificação para a manhã do dia em que o GP seria disputado. Até ai nenhuma novidade, e as RBR marcaram a primeira e segunda colocação no grid com Sebastian Vettel e Mark Webber. Lewis Hamilton estreando na Mercedes mostrou que é um dos mais rápidos da categoria e colocou a flecha prateada na terceira posição, seguido pelos pilotos da Ferrari Felipe Massa e Fernando Alonso, enquanto que seu companheiro de Mercedes GP, Nico Rosberg, fez apenas o sexto tempo.

Ninguém dava nada para Kimi Raikkonen (Lotus-Renault), pois o finlandês largou na sétima posição, seguido pelo companheiro Romain Grosjean. Em nono partiu Paul di Resta (Force India-Mercedes) e na décima posição Jenson Button (McLaren-Mercedes).

218757

Apagadas as luzes vermelhas, Massa saiu de maneira agressiva e pulou para a segunda colocação, com Alonso colado na caixa de câmbio de seu carro. O brasileiro resistiu e manteve a posição, inclusive na primeira parada para troca de pneus.

As posições foram alterando-se e Massa conseguiu liderar por algumas voltas, mas na segunda parada, a Ferrari fez valer o contrato que tem com o espanhol de ser o primeiro no time e chamou Alonso primeiro para a substituição dos compostos. E ai, não teve como, Massa não se recuperou mais.

Já a Lotus mostrou que tem um carro bem acertado para os compostos da Pirelli, pois enquanto a maioria dos times optou por três paradas, eles fizeram duas, o que valeu ao finlandês a vitoria na primeira prova do ano. Completaram o pódio Fernando Alonso e Sebastian Vettel.

218752

E Felipe Massa depois de ser mais rápido que Alonso em todo o fim de semana, amargou a quarta colocação, graças aos privilégios oferecidos ao espanhol. O brasileiro vai precisar ter muita paciência e acelerar tudo o que pode e o que não pode. Quem sabe assim, outra equipe grande, como a McLaren, por exemplo, reconheça algum potencial nele e de um carro para Massa ser campeão, pois na Ferrari isso vai ser muito difícil.

E por falar no time inglês, o estreante Sergio Pérez decepcionou? Depende do ponto de vista. Eu mesmo escrevi nesta coluna que Pérez não tinha condições de defender um time como o da McLaren, então o 11º lugar não foi surpresa e ele que se cuide, ou não vai chegar até a última prova deste ano.

218782

Ainda entre as equipes, a Williams mostrou que andou pra trás. Apesar das poucas mudanças nas regras, o que deixou os carros ainda mais próximos, Pastor Maldonado abandonou a prova e saiu reclamando que o carro estava inguiavel. Os dirigentes já cogitam em voltar a usar o monoposto do ano passado, com o qual Bruno Senna marcou importantes pontos. Este ano o estreante Valtteri Bottas conseguiu só o 14º lugar.

218724

As regras semelhantes as do ano passado nivelaram as equipes, e ai o braço do piloto faz a diferença. Tanto que neste GP a RBR conseguiu dominar plenamente na classificação, mas não tinha um carro tão bom para a corrida, bem diferente do que aconteceu com a Lotus.

218693A Ferrari mostrou que tem um bom carro e vai evoluir, o mesmo acontecerá com McLaren e Mercedes, agora empurrada pelo animo de Lewis Hamilton. Por isso não fique espantado se tivermos 10 vencedores diferentes na temporada e quando chegarmos na última prova, cinco ou seis pilotos tiverem chance de ganhar o campeonato.

Marcaram pontos no GP da Austrália:

1 - Kimi Raikkonen

2 - Fernando Alonso

3 - Sebastian Vettel

4 - Felipe Massa

5 - Lewis Hamilton

6 - Mark Webber

7 - Adrian Sutil

8 - Paul di Resta

9 - Jenson Button

10 - Romain Grosjean

E prepare-se para acordar cedo, já que a próxima corrida será domingo (24/03) na Malásia e começa as 5 da manhã no horário de Brasília.

Rapidinhas

Foi fácil!

Conhecido como o ‘homem de gelo’ Kimi Raikkonen esnobou os adversários, para ele foi uma das vitórias mais fáceis de sua carreira. "Seguimos o plano (de fazer duas paradas) e funcionou perfeitamente para nós. Pude poupar os pneus e ir mais rápido, se precisasse. Foi uma das corridas mais fáceis que venci. Espero que possamos ter mais dessas provas", declarou o vencedor.

É preciso entender os pneus

Depois de dominar os treinos classificatórios, na corrida, os carros da RBR sofreram com o desgaste dos pneus. Sebastian Vettel reconheceu que a equipe tem que trabalhar mais. “Às vezes é preciso reconhecer que nossos adversários fizeram um melhor trabalho. Cabe a nós entender mais esses pneus e ajustar o carro a eles, como fez a Lotus”, falou o tricampeão.

Mais uma frustração

Depois de excelente largada, Felipe Massa perdeu a segunda colocação na parada para troca de pneus ele não gostou. “Ficou uma certa frustração no ar porque eu não fui ultrapassado a não ser nos boxes. Estava na frente do Alonso e ele foi segundo”, comentou depois da prova.

Postar um comentário