segunda-feira, 1 de julho de 2013

Aceleradas: GP Inglaterra- Sustos e reviravoltas

225714 A corrida foi bastante movimentada, pois os pneus influenciaram na decisão e o alemão Nico Rosbertg conquistou a segunda vitória do ano, graças ao abandono de Vettel

Por: Edison Ragassi

O Circuito de Silverstone na Inglaterra é considerado templo da velocidade, pois foi lá que tudo começou em 1.950. Outro fato importante que faz da corrida uma das mais importantes do calendário é que a maioria dos pilotos que chegam a F1 tem como uma das categorias de base a F3 inglesa e assim conhecem a pista com a palma da mão. Por isso uma pole não representa que a corrida vai ser fácil ou está ganha.

225736E foi isso que ocorreu no último domingo, o ‘nativo da região’, Lewis Hamilton (Mercedes-GP) ganhou na pista o direito de largar em primeiro e com as luzes vermelhas apagadas usou toda sua experiência para manter a ponta. O inglesinho abusado só não contava que na 8ª volta o pneu traseiro esquerdo fosse estourar e jogar por terra toda a sua competência e capacidade de pilotagem.

225732Quem também mostrou que conhece a pista de Silverstone como ninguém foi o brasileiro Felipe Massa (Ferrari). Apesar de bater nos treinos livres da sexta e sair na 12ª posição, Massa transformou-se ao apagar das luzes vermelhas. Logo na largada pulou para a quinta colocação deixando até Fernando Alonso (Ferrari) para trás.

Mas os deuses da F1 não são brasileiros, e puniram o arrojo de Felipe com um pneu estourado, também traseiro esquerdo. E ai ele foi pro boxe substituiu os compostos e voltou na última posição.

225813E para confirmar que a Pirelli precisa mudar a fórmula de composição de seus pneus, na 15ª volta, o pneu traseiro esquerdo do Toro Rosso de Jean-Eric Vergne estourou! E desta vez foi preciso a interferência do safety car para limpar a pista. Outro esquerdo traseiro a estourar foi o do McLaren de Sergio Pérez, mas neste caso a corrida não foi interrompida.

225726O carro de segurança apareceu novamente na volta número 42, quando o RBR de Sebastian Vettel, simplesmente perdeu velocidade, o alemão tentava engatar as marchas e o câmbio não respondia, o que provocou o abandono do tri-campeão.

225750Ai ficou fácil, Rosberg assumiu a ponta e teve que se preocupar um pouco com a excepcional recuperação de Mark Webber (RBR), o australiano que anunciou a saída da F1 na próxima temporada, também veio ganhando posições do pelotão de trás, mas a corrida terminou antes de ele chegar no piloto da Mercedes.

Alonso aproveitou os problemas enfrentados pelos rivais, ultrapassou de maneira esplendorosa o finlandês Kimi Raikkonen (Lotus) e terminou na terceira posição.

Já Felipe Massa, depois de excelente corrida de recuperação foi o sexto colocado.

225755Marcaram pontos no GP da Inglaterra:

1º - Nico Rosberg

2º - Mark Webber

3º - Fernando Alonso

4º - Kimi Raikkonen

5º - Lewis Hamilton

6º - Felipe Massa

7º - Adrian Sutil

8º - Daniel Ricciardo

9º - Paul Di Resta

10º - Nico Hulkenberg

A liderança da competição está com Vettel que soma 132 pontos, Alonso aproximou-se, agora tem 111 pontos e Raikkonen com 98 pontos está em terceiro. Quase sem chances de brigar pelo titulo está Felipe Massa que soma 57 pontos na 7ª posição.

A próxima etapa será domingo dia 07 de julho, o GP da Alemanha, no Circuito de Nürburgring. Com tantos alemães na pista, a corrida deverá ser bem interessante.

Rapidinhas

E os testes voltam

Depois dos quatro pneus estourados durante o GP da Inglaterra, a FIA autorizou a Pirelli a promover testes com os compostos. Serão dois ensaios de três dias sem limitações de duração. A decisão foi tomada após reunião entre Bernie Ecclestone e o presidente da FIA, Jean Todt.

Corrida impecável

Felipe Massa ficou satisfeito com seu desempenho na pista inglesa. "Estou muito satisfeito com a minha corrida, que desta vez foi realmente impecável. Depois de um fantástico início e uma primeira volta perfeita, talvez uma das melhores da minha carreira, consegui dirigir de forma agressiva desde o primeiro stint”, falou o brasileiro depois da prova.

Faltou a cereja do bolo

Mark Webber terminou a corrida em segundo lugar, com desvantagem de apenas 7 décimos de segundos do vencedor. Isso depois de cair para a 14ª colocação. "Teria sido um milhão de cerejas a mais no bolo se eu tivesse conseguido ultrapassá-lo, mas não consegui", afirmou o australiano.

Postar um comentário