segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Aceleradas: GP Abu Dhabi– Vettel venceu, que venha logo 2014!

234922Mesmo sem largar na primeira posição, o alemão chegou em primeiro. Foram várias as ultrapassagens artificiais e a Ferrari tirou de Massa pelo menos a quinta posição

Por: Edison Ragassi

A temporada 2014 aproxima-se do final e Sebastian Vettel vai triturando recordes. Em Abu Dhabi, no circuito de Yas Marina, o alemão chegou a 7ª vitória seguida na temporada.

Antes da largada, havia a esperança de que o final fosse diferente, pois seu companheiro Mark Webber marcou a pole position. Com as luzes vermelhas apagadas, o australiano bobeou e perdeu a posição, não só para o alemão, mas também para Nico Rosberg (Mercedes-GP).

234928Daí pra frente, o que se viu foi um festival de ultrapassagens nas outras posições, mais por causa da troca de pneus que por arrojo dos pilotos.

E Felipe Massa foi prejudicado pela Ferrari. Os lideres do time sabem que não adianta dar a ordem para deixar o espanhol Fernando Alonso passar que ele não vai acatar, já que não continua na equipe na próxima temporada.

234934Como o brasileiro saiu na frente, 7ª posição, e Alonso em 10º, aliás, o espanhol foi 11º, herdou uma posição porque Kimi Raikkonen, 5º no grid foi desclassificado com irregularidades no assoalho do Lotus. Massa havia planejado uma parada só, mas na volta 38 a equipe chamou o brasileiro para trocar os pneus e no lugar dos compostos macios, colocou os médios, e impediu Felipe de conseguir uma posição melhor, enquanto que Alonso foi o 5º.

Algumas das atuais regras da competição deixaram as corridas muito chatas. A tal da asa móvel, por exemplo. O piloto pode usar para ultrapassar, mas quem vai ser ultrapassado não pode abrir para se defender!

Esta obrigatoriedade de trocar pneus, macios por duros e vice e versa. Não dá para obrigar ultrapassagens com uma canetada. Uma corrida de carros é bonita, emocionante, quando os equipamentos são próximos e o braço do piloto faz a diferença.

234951Atualmente, o que se vê é um futuro macabro para a categoria. Depois da crise de 2008, Bernie Ecclestone conseguiu o que queria. As fabricantes de veículos (Honda, Toyota e BMW), abandonaram a categoria. O inglês não aguentava mais a exigência de dividir melhor o que é arrecadado. Assim quem aceitou as exigências de Bernie ficou. É o caso da Mercedes que só fornecia motores, ela comprou a Brown GP e transformou-se em equipe. A Ferrari que pertence a Fiat não saiu e a Renault foi desenvolver e fornecer motores.

O resultado disso é falado em todas as transmissões, McLaren (é até ela), Lotus, Force India, Williams, Sauber, Caterham e Marussia atravessam uma grave crise financeira.

Isso faz com que recorram a pilotos pagantes, aqueles que levam patrocínio e eles em sua maioria não tem o talento necessário para correr na maior categoria do automobilismo mundial.

Esperamos que no próximo ano a Ferrari e Mercedes-GP consigam acertar a mão e produzir bons carros, pois se não, o domínio da RBR deve ser ainda maior.

Marcaram pontos no GP de Abu Dhabi

1º- Sebastian Vettel

2º- Mark Webber

3º- Nico Rosberg

4º- Romain Grosjean

5º- Fernando Alonso

6º- Paul di Resta

7º- Lewis Hamilton

8º- Felipe Massa

9º- Sergio Pérez

10º- Adrian Sutil

234927Com esta vitória, Vettel chegou a 347 pontos, Alonso está em segundo com 217, Raikkonen soma 183 em terceiro e Massa aparece em oitavo com 106 pontos.

A penúltima etapa do mundial de pilotos e construtores será dia 17 de novembro, o GP dos Estados Unidos.

Rapidinhas

Mais um erro

O brasileiro Felipe Massa andou bem em todos os treinos, largou na frente de Fernando Alonso, mas terminou atrás, por um erro da equipe que colocou pneus médios no lugar dos macios em seu carro.“Cometemos um erro. Eu não esperava usar os pneus médios no último trecho, esperava usar os macios. Eu completei 19 voltas no começo e era o melhor carro com os macios. Decidimos parar na última hora na segunda vez e eu esperava ver os pneus macios no meu carro e foram colocados os outros. Este foi o erro da minha corrida, sem este problema eu teria terminado tranquilamente entre os cinco primeiros”, falou ele. Massa ainda não acertou sua continuidade na F-1. Os rumores são de que assinou com a Williams, mas ele nega.

Kimi vai receber

O finlandês Kimi Raikkonen divulgou que pensava em não correr no Texas e Brasil, porque a Lotus deve a quantia de 28 milhões de euros para ele. O clima esquentou, ele não participou de eventos com patrocinadores na quinta-feira e ficou de cara amarrada o tempo todo. No final do domingo, Mansoor Ijaz, líder do Grupo Quantum, anunciou acordo com a Lotus e disse que irá pagar a divida. Assim o finlandês irá para a Ferrari com os bolsos bem cheios.

É o que temos para o momento

Acostumado a brigar por vitórias, Fernando Alonso não conseguiu nem se aproximar do pódio nas duas últimas provas. E não projeta mudanças neste final de temporada. “É claro que perdemos algum tempo no tráfego, mas o quarto colocado estava 20s na nossa frente, então acho que o quinto lugar era o máximo possível. Tivemos uma Mercedes na nossa frente e outra atrás e uma Lotus na frente e outra atrás, então minimizamos a perda no Mundial de Construtores”, falou o desanimado espanhol depois da prova.

Postar um comentário