terça-feira, 8 de abril de 2008

F1 GP do Bahrein

E o Massa venceu!
A esperada vitória de Felipe Massa da Ferrari, só aconteceu na terceira prova do ano, o GP do Bahrein, disputado no último domingo (06/04).
Para calar a boca dos críticos, Massinha dominou todos os treinos, e só não fez a pole porque encontrou pela frente Robert Kubica e sua BMW-Sauber que se preparou apenas para largar na frente, e atrair as atenções dos flashes e holofotes.

Mas foi só a luz vermelha apagar para a Ferrari mostrar a superioridade no circuito de Sakhir e Massa assumir a ponta, para perdê-la temporariamente durante as paradas para troca de pneus e reabastecimento. No decorrer da prova, o companheiro do brasileiro e atual campeão, Kimi Raikkonen, chegou a tentar aproximar-se, mas desistiu, pois sabia que Massa estava melhor. O finlandês mostrou maturidade, e mesmo com a segunda colocação, terminou o dia como líder da competição, ao somar 8 pontos aos 11 que já havia conquistado.

Agora fica a pergunta: qual será o comportamento de Massa nas próximas corridas?
Eu espero que seja o mesmo mostrado no deserto, ou seja, falou pouco e trabalhou muito. Este é o piloto que a torcida e os amantes do automobilismo querem ver, com a faca entre os dentes, concentrado e com um só objetivo em mente, a vitória!
Massa tem ainda um longo e difícil caminho a percorrer se quer entrar na disputa pelo campeonato. Seu primeiro adversário esta dentro da Ferrari, ou seja, Raikkonen, depois tem que superar Lewis Hamilton (McLaren), o qual teve um fim de semana desastroso, mas não está morto. Heikki Kovalainen (McLaren), também fará tudo para atrapalhar os adversários, e ajudar o companheiro inglês. Ainda como se não bastasse, o talentoso Kubica e o regular Nick Heidfeld (BMW Sauber), também querem provar que sua equipe chegou e ficou entre as melhores da categoria. Entendeu porque a vida do brasileiro não será fácil?
Foi bom ver o brasileiro vencer, mas também acompanhar as disputas no pelotão intermediário, onde ocorreram ultrapassagens e toque de rodas. No mais forte, Jenson Button (Honda), abandonou ao se enroscar com David Coulthard (Red Bull), que fechou demais a porta durante uma tentativa de ultrapassagem. Aliás, este é o segundo acidente provocado pelo escocês na temporada, a FIA precisa ficar de olho.

Felipe teve o que pode ser chamado de fim de semana perfeito, o mesmo não pode ser dito dos outros brasileiros. Após largar em 14º lugar, Nelsinho Piquet abandonou com problemas no câmbio de seu Renault, mas mostrou que está mais adaptado a F 1.
E Rubens Barrichello foi a regular, largou em 12º, e chegou na 11ª posição. Manteve a postura profissional e elogiou a Honda. Vamos esperar e ver se é verdade que o time vai para Barcelona no próximo dia 27 com um novo pacote aerodinâmico.
Aceleradas
Se o arrependimento matasse...

No Bahrein Robert Kubica chegou em 3º e Nick Heidfeld em 4º. Com estes pontos, a BMW-Sauber está na liderança do Campeonato de Construtores. Quem diria! Os alemães largaram a Williams porque queriam não só fornecer motores, mas também colaborar no projeto do carro. E Sir Frank, desprezou esta importante ajuda.
Esperança
Na Espanha começa a fase européia da temporada, e a Renault promete evoluir. “Estamos trabalhando com um pacote aerodinâmico atualizado que posso dizer que está indo muito bem, também temos um bom desenvolvimento na suspensão. Eu ficaria muito desapontado se não conseguíssemos uma melhora de meio segundo no tempo da volta em Barcelona e nossos adversários conseguissem apenas 0,3”, afirmou o engenheiro chefe Pat Symonds, logo após a corrida que Alonso terminou na 10ª posição e Nelsinho abandonou.
Amanhã será outro dia!
Na largada Lewis Hamilton errou, “eu estive mal desde o começo, mas manterei a cabeça erguida, vou reagir e pensar na próxima corrida”. Precisa mesmo, pois o inglês também perdeu a liderança do campeonato.
Postar um comentário