terça-feira, 14 de junho de 2011

GP Canadá: Sensacional! Pena que a Globo não mostrou

Aceleradas

178476Em Montreal não faltaram emoções, muitas ultrapassagens, corrida de recuperação, e o vencedor só foi conhecido a poucos metros da linha de chegada
Por: Edison Ragassi
O que pode se dizer de uma corrida em que um piloto, na última volta, conquista a primeira posição e segue até a linha de chegada para conquistar a vitória? Isso depois de estar na 14ª colocação e passar pelos boxes seis vezes. Nesta mesma prova, o sexto colocado consegue a posição, por chegar centímetros a frente do sétimo.
178366

Pois bem, esse foi o GP do Canadá, disputado no circuito Gilles Villeneuve em Montreal. Apesar da chuva, a corrida começou bem quente com Fernando Alonso (Ferrari), pressionando o líder do campeonato e pole Sebastian Vettel (Red Bull).

Só que a Ferrari do espanhol começou a perder rendimento, tanto que Felipe Massa (Ferrari) aproximou-se de maneira perigosa. Nesta briga sabemos que o brasileiro não tem autorização para ultrapassar, por isso ele ficou esperando.
Lewis Hamilton (McLaren) com seu jeito agressivo de pilotar, tocou em Mark Webber (Red Bull) e os dois perderam posições. Na ânsia de recuperar terreno, Hamilton colidiu com o companheiro Jenson Button e levou a pior, assim o safty car entrou na pista e Alonso aproveitou para trocar pneus. A manobra não foi bem sucedida, ele colocou compostos intermediários e a chuva apertou.

178467Massa então na segunda posição, chegou a liderar quando Vettel fez sua parada, mas também trocou pneus e voltou atrás do japonês Kamui Kobayashi (Sauber).
Na 25º volta, a chuva torrencial fez com que a corrida fosse interrompida, só depois de duas horas foi reiniciada. Mesmo assim, Vettel parecia imbatível e continuava na liderança.
Mas os deuses da F-1 planejaram um outro final para esta corrida, onde Jenson Button foi punido por exceder o limite de velocidade atrás do safty car e fazer outras cinco paradas.
Massa conseguiu passar na pista o japonês da Sauber, mas foi atrapalhado pelo piloto da Hispania, perdeu o controle do carro, rodou e teve que trocar o bico.
178426

E Button, quando faltavam três voltas para o final superou Michael Schumacher (Mercedes-GP) e Webber e foi atrás da vitória. Na última volta, faltando poucos metros para a linha de chegada, o alemão da Red Bull perdeu o controle de seu carro e deixou o inglês passar. Ai não teve como, Button venceu uma das corridas mais espetaculares dos últimos tempos.

Mas as emoções não pararam por ai. Felipe Massa, de novo, atrás de Kobayashi usou a reta final, tirou a Ferrari da traseira do Sauber e usou o bico para chegar na frente.
Infelizmente, a maioria destas emoções não foram acompanhadas pelo grande público.

178412Como a corrida foi interrompida por causa da chuva, a Globo foi transmitir o futebol. A emissora mostrou flashes durante a partida e depois as cinco últimas voltas. Assim os apreciadores do esporte precisaram esperar o compacto mostrado na Sportv as 10 da noite e ver Alonso e Button se tocar, onde o espanhol abandonou, Schumacher ultrapassar Massa e Kobayashi de uma vez. Webber, perder e recuperar a posição do alemão, entre tantos outros detalhes importantíssimos.

178494Além de Button e Vettel marcaram pontos no GP do Canadá: 3º - Mark Webber, 4º-Michael Schumacher, 5º - Vitaly Petrov, 6º - Felipe Massa, 7º - Kamui Kobayashi, 8º - Jaime Alguesuari, 9º -Rubens Barrichello e 10º - Sébastien Buemi
Vettel ainda tem muita gordura pra queimar e lidera o Mundial, com 161 pontos, Button com 101 pontos é o segundo e Webber em terceiro tem 94 pontos, Lewis Hamilton soma 85 pontos na quarta colocação.

A próxima etapa será o GP da Europa, em Valência, no dia 26 de junho. Com um pouco mais de evolução dos outros times, a RBR vai ter trabalho se quer se manter no topo.

Rapidinhas
Benditos pontos
O brasileiro Rubens Barrichello veio lá de trás, mas mesmo assim somou pontos. “Largando da 16a posição, fiquei feliz por ter conseguido marcar mais pontos para a equipe. Infelizmente, deveria ter sido mais, pois perdi uma 6a ou 7a potencial posição, quando tive que sair para fora da linha e evitar um choque com o Kobayashi após o último safety car. Foi uma pena, mas mesmo assim é uma boa recompensa marcar alguns pontos novamente”, comemorou ao final da prova.
Button ganhou também no tapetão
Logo após o toque que resultou na saída de Hamilton, apareceu a mensagem que os dois pilotos seriam investigados depois da corrida. Button foi absolvido pelos comissários FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e teve sua vitória confirmada. Não podia ser diferente.
O indiano atrapalhou
Sem Alonso na pista, Felipe Massa soltou-se e mostrou-se competitivo durante boa parte da prova. Ele andou no limite e perdeu seu primeiro pódio por causa do indiano Narain Karthikeyan (Hispania). "Eu estava com os pneus para pista seca e ele permaneceu na trilha seca, muito mais lento. Para ultrapassá-lo, tive de ir no molhado e era como guiar sobre o gelo", reclamou o brasileiro, que por causa desta manobra, tocou no muro e teve que voltar aos boxes para trocar o bico.

Postar um comentário