sábado, 3 de março de 2012

Avaliação: Chevrolet Cruze

IMG_7972

Com novo motor, transmissão e sistemas de suspensões o carro mundial da General Motors tem soluções para facilitar manutenção e reparos
Texto: Edison Ragassi
Fotos: José Nascimento
Em setembro de 2010, a General Motors do Brasil lançou o Chevrolet Cruze. Este sedã produzido em São Caetano do Sul chegou para substituir o Vectra. É um modelo global, comercializado em 70 países.

IMG_7998

A frente tem grade bipartida logotipo Chevrolet ao centro, o conjunto ótico termina em cunha nos para-lamas dianteiros.
A lateral deve ser observada desde a curvatura do teto, pois forma um ‘D’ junto com a área envidraçada. Na região das portas o desenho tem apenas um vinco suave acima das maçanetas.

IMG_7962

As rodas são de liga leve aro 17, fixadas por cinco parafusos com desenho exclusivo e pneus 225/50 R17.
IMG_8042

A traseira usa as lanternas com duas formas circulares niveladas a superfície da carroceria. Elas invadem a tampa do porta-malas, um friso cromado aparece acima da região da placa e a gravata Chevrolet ao centro.

IMG_8088

O interior tem o conceito de dual cockpit, ou seja, espaço planejado para cada um dos ocupantes.  Os mostradores do velocímetro e conta-giros são analógicos, com indicadores auxiliares do nível de combustível e da temperatura do motor.

IMG_8060

A iluminação de fundo é feita por diodos de tipo LED em tom branco e azul (Ice blue). Entre estes mostradores, uma tela de cristal líquido no centro do painel de instrumentos, que exibe as informações do computador de bordo.

O ar-condicionado tem comandos eletrônicos e inclui função AQS (Air Quality System), que mede a qualidade do ar externo e ativa a recirculação do ar, em caso do mesmo estar poluído.

IMG_8066

O sistema de entretenimento integrado utiliza-se de uma tela de 7 polegadas, localizada no console central, o sistema de navegação oferece mapas do Brasil e da Argentina, e mais de 4 milhões de pontos de interesse. Ele mostra indicações para postos de gasolina, quando o tanque do carro entra na reserva. Além disso, dispõe de rádio com leitor de CD e MP3.

IMG_8047

Tem comprimento total de 4.600 mm, distância entre os eixos de 2.685 mm. A largura total da carroceria é de 2.098 mm e altura de 1.475 mm. O porta-malas oferece capacidade de 450 litros para carga.

Na oficina

IMG_8144

Todo carro novo que chega ao mercado causa curiosidade nos reparadores independentes. Assim, levamos o novo Chevrolet para os profissionais que integram o GOE (Grupo de Oficinas Especializadas), e eles analisaram todos os detalhes do modelo e deram sua opinião sobre as condições de reparabilidade.

IMG_8079

O Cruze traz embaixo do capô o novo motor 1.8 litro Ecotec6. Sua taxa de compressão de 10,5:1. O cabeçote possui duplo comando de válvulas continuamente variável (Dual CVVT). Este propulsor traz ainda bielas forjadas, ao invés de fundidas, o que segundo a fabricante, garante mais durabilidade.

O cabeçote e cárter são feitos de alumínio, o bloco em ferro. Eles contam com galerias internas para refrigeração especialmente desenhadas de modo que a temperatura no cabeçote seja menor e permita um maior avanço de ignição.

Ele entrega potência de 144 cavalos abastecido com etanol e 140 cv ao usar gasolina, ambas disponíveis a 6.300 rpm. O torque máximo, com o combustível vegetal é de 18,9 kgfm, ele aparece a 3.800 rpm. Usando gasolina é de 17,9 kgfm, na mesma rotação, mas 90% da força está disponível aos 2.200 rpm.

IMG_8097

Outra diferença está na bomba d’água, ela é montada no bloco e não é acionada pela correia dentada, pois é movida pela correia secundária (ou de acessórios), o que facilita na hora de realizar manutenção, já que o acesso ao componente ficou mais fácil.

“Este sedã oferece um bom espaço para trabalhar na área do motor, esta solução adotada para a bomba d’água ajuda o reparador na hora da troca”, afirma Roberto Ghelardini Montiboeller, do Centro Automotivo High Tech.
Como o comando de válvulas é duplo e continuamente variável (Dual CVVT), o reparador necessita ter atenção. “O carro é bom oferece bastante acessibilidade, mas para trocar o coxim do câmbio é preciso retirar a bateria”, fala Jorge Hidemasa Ifuku, diretor da Erick Pneus, ele atua no segmento de reparação há 20 anos.    

Os sistemas de correias também foram elogiados. “Para trocar as correias tanto de acessórios como a dentada o acesso é fácil, os bicos do sistema de injeção também não oferecem dificuldades, é um carro com muita tecnologia embarcada, mas simples de reparar”, comenta Reinaldo Nadim da Fox Car Oficina Técnica.

IMG_8122

As velas utilizam bobinas, para retirá-las, é só soltar dois parafusos, o filtro do óleo é do tipo ecológico, assim é necessário o torquimetro para retirar e colocar a tampa. Já o filtro de ar, também é fácil de substituir, enquanto que o de combustível, apesar de estar localizado em um local visível exige cuidados na hora de substituir.

IMG_8093

“Este carro não tem mistério para reparar e não exige ferramentas especiais. Também é ótimo para guiar, tem um belo posicionamento do banco par o motorista”, afirma Antonio Sérgio Montibeller, com a sabedoria de quem tem 63 anos de experiência no segmento, ele é diretor do Centro Automotivo Vera Lúcia, localizado no bairro da Lapa em São Paulo.

IMG_8076

A versão avaliada nesta matéria e a LTZ com transmissão automática de seis velocidades (opção de mudanças sequenciais). A caixa se adapta ao estilo de condução e conta com um sensor de inclinação que modifica as marchas segundo a necessidade. Em uma descida, mesmo sem a intervenção do motorista, ela reduz para ajudar a segurar o carro e nas subidas, evita trocas desnecessárias.
IMG_8136A suspensão dianteira é do tipo McPherson, as molas têm um formato especial e buchas hidráulicas de fixação dos braços inferiores da suspensão ao sub-chassi.

IMG_8123

A suspensão traseira é do tipo Z-link, com barra de torção especial em ‘U’, construído com duas camadas. “Os amortecedores independentes são fáceis de trocar, o mesmo ocorre com as molas, interessante também é o fato de utilizar bieleta de plástico”, comenta Sérgio Marques, diretor da Serv Car Serviços Automotivos, localizada na cidade de Embu.
IMG_8182

A direção é elétrica, pinhão e cremalheira e os freios dianteiros usam discos ventilados, os traseiros têm discos sólidos. “As pinças traseiras usam Damper, este item serve para eliminar ruídos, mas não interferem no processo de manutenção”, explica Márcio Martinho Ferreira, diretor da Mega Car Reparos Automotivos.   

IMG_8188Reparadores integrantes do GOE
Da esquerda para a direita, os reparadores que participaram da matéria: Sandro dos Santos (Dr. Chrysler), Roberto Takushi (Erick Pneus), Sebastião Eduardo, Silvio Fernandes (Brasil Reparação Automotiva), Walter Da Costa, (Pardal Motors), Cleber Rodrigues, Sérgio Marques (Serv Car), Márcio Martinho Ferreira (Mega Car), Silvio Ricardo (Peghasus), Alcides Rodrigues Junior (Erick Pneus), Roberto Montibeller (High Tech), Jorge Hidemasa Ifuku (Erick Pneus), José Natal (Mega Car), Sergio Montibeller (Vera Lucia) e Reinaldo (Fox Car).

O novo carro da Chevrolet é equipado com sistema de freios ABS e EBD, Controle de Tração (TCS) e Estabilidade (ESP) e Frenagem de Urgência (PBA).
O design do carro também chamou a atenção. “É bem diferente dos modelos da Chevrolet que estamos acostumados. O painel é muito bonito é um carro feito para um público exigente. Em termos de manutenção preventiva, acredito que o cliente pode levar o carro para oficina e esperar ficar pronto, pois é muito simples de fazer”, fala Sandro dos Santos, da Dr. Chrysler, oficina de São Paulo especializada em veículos importados.

IMG_8098

Durante a avaliação os profissionais do GOE instalaram o scanner de diagnose, o qual mostrou os principais sistemas, ou seja, apesar de ser um novo carro, o reparador independente já têm acesso as informações necessárias para realizar a manutenção preventiva e corretiva. “Este carro tem boa tecnologia, o câmbio é maravilhoso, se errar ele corrige. É de manutenção simples, porém o reparador independente deve ficar atento, este modelo exige que o profissional tenha a informação técnica para realizar o reparo”, avalia Silvio Ricardo da Peghasus Powered Motors.   
IMG_8017

Impressões ao dirigir
Quem vê o Cruze com motor 1.8L pode até pensar que ele é fraco, essa impressão vai embora ao acelerar o modelo. A relação de marchas foi muito bem trabalhada pela engenharia da GM. Mesmo com transmissão automática, o arranque é forte. As trocas são macias e suaves, sem trancos.

Vale destacar também o trabalho de calibragem das suspensões. Absorve bem os impactos causados pelas imperfeições do solo e graças ao sistema de estabilidade é muito seguro ao enfrentar curvas sinuosas.

O sedã Cruze sai de fábrica equipado com freio a disco nas quatro rodas, sistema ABS, controle de tração e de estabilidade, direção assistida eletricamente e air bag.

Seu preço sugerido para venda na versão de entrada LT é de R$67.900 (manual)/ R$ 69.900 (automático) e R$ 71.900 (automático e acabamento interno em couro). O topo de linha LTZ custa R$ 78.900, tem câmbio automático, acabamento em couro, sensor de aproximação para abertura das portas e ignição, entre outros itens.
Ficha técnica  
Chevrolet Cruze 1.8 16V
Motor
Modelo: N18XFF
Tipo: Tranversal bi-combustível 
Injeção eletrônica de combustível: SFI (Sequential Multi-point Fuel Injection) 
Numero de cilindros: 4 em linha 
Potência máxima líquida: Gasolina: 140 CV / Etanol: 144 CV a 6300 rpm 
Taxa de compressão: 10,5:1 
Torque máximo líquido: Gasolina: 17,8 kgfm / Etanol: 18,9 kgfm a 3800 rpm 
Número de válvulas: 16 (4 por cilindro) 
Transmissão 
Tipo: Automática de 6 velocidades/Active Select no câmbio para Automática 
Freios  
Dianteiros: Disco ventilado 
Traseiros: Disco sólido  
Dimensões 
Altura em ordem de marcha: 1.475 mm
Comprimento total: 4.600 mm   
Distância entre-eixos 2.685 mm 
Largura total: 2.098 mm 
Capacidades 
Porta-malas: 450 litros 
Tanque de combustível: 60,3 litros 
Direção 
Tipo: Elétrica progressiva (EPS) 
Rodas e pneus 
Pneus 225/50 R17   
Rodas alumínio, 17 polegadas
Custos de peças e serviços
Amortecedores dianteiros - R$258,05 cada
Serviço: R$173,68                                      
Amortecedores traseiros - R$170,00 cada
Serviço: R$54,27                                    
Discos de freios dianteiros - R$299,99 cada
Serviço: R$97,69                                       
Jogo de pastilhas dianteiras - R$199,99
Serviço: R$86,84
Discos de freios traseiros - R$307,73 cada
Serviço: R$86,84                                   
Jogo de pastilhas traseiras - R$160,00
Serviço: R$86,84
Óleo/ Litro: R$ 23,80 cada
Serviço: -------                  
Filtro de óleo: R$R$26,00
Serviço: ---------
Filtro de ar: R$44,90
Serviço: R$21,71
Filtro de combustível: R$24,17
Serviço: R$21,71                                  
Filtro anti-polén: R$84,99
Serviço: R$108,55
Velas: R$60,00 cada
Serviço: R$32,56
Colaboraram:
General Motors do Brasil, Dr. Chrysler, GOE (Grupo de Oficinas Especializadas) e Concessionária Chevrolet Aba Higienópolis

Postar um comentário