segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Aceleradas: GP Coreia do Sul- De novo, Vettel vence e Massa vai muito bem!

232937Piloto alemão da RBR faz pizza da concorrência, liderou de ponta a ponta e colocou 9 dedos na taça. Massa faz corrida de recuperação e termina em nono

Por: Edison Ragassi

Não deu outra. Sebastian Vettel (RBR) largou na pole, liderou a corrida de ponta a ponta e venceu. Com o resultado, o piloto alemão chegou a 272 pontos, contra 195 de Fernando Alonso (Ferrari), ou seja, 77 pontos a mais que o Ferrarista. Faltando 5 provas para terminar, só um desastre de proporções fenomenais tira o quarto titulo consecutivo de Vettel.

232929Tamanha diferença entre os carros está sendo prejudicial para a equipe da bebida energética. Na madrugada de sábado para domingo, quando aconteceu o GP da Coreia, o carro número 1 quase não apareceu na transmissão da televisão. Os carros que vinham atrás tiveram muito mais destaque. Isso porque, os pilotos da Lotus, Kimi Raikkonen e Romain Grosjean, respectivamente 10° e 4° no grid, protagonizaram uma excelente corrida. No final prevaleceu a experiência de Kimi, que terminou em segundo e Grosjean foi terceiro.

Lewis Hamilton (Mercedes-GP) confirmou o que se viu durante a temporada, conquistou o segundo lugar nos treinos classificatórios, mas acabou na 5° colocação.

232967

Destaque negativo também para Fernando Alonso (Ferrari). O espanhol largou em 6° e terminou na mesma posição.

232978As duas surpresas da prova, o brasileiro Felipe Massa (Ferrari) e Nico Hulkenberg (Sauber). Massa largou em 7°, na primeira curva tentou ganhar posições, mas foi obrigado a tirar o pé para não bater. Rodou e foi para a 22ª posição. O brasileiro veio andando rápido, num determinado momento da corrida, passou três de uma vez, Sergio Pérez (McLaren), Esteban Gutiérrez (Sauber) e Pastor Maldonado (Williams). Ainda foi beneficiado com a parada de Daniel Ricciardo (Toro Rosso) e acabou na 9ª colocação.

Já Hulkenberg partiu da 8ª posição e terminou no 4° lugar, por várias voltas segurou Alonso, que estava desesperado tentando ganhar posições.

232965Por todos estes motivos, Vettel correu sozinho e praticamente, apareceu na largada e depois na bandeirada final. Outra imagem negativa para a RBR foi a do carro de Mark Webber que pegou fogo. Não aconteceu nada com o piloto, mas este tipo de imagem é sempre chocante.

Marcaram pontos no GP da Coreia do Sul

1°- Sebastian Vettel

2°- Kimi Raikkonen

3°- Romain Grosjean

4°- Nico Hulkenberg

5°- Lewis Hamilton

6°- Fernando Alonso

7°- Nico Rosberg

8°- Jenson Button

9°- Felipe Massa

10°- Sergio Pérez

232855 Felipe Massa ainda não definiu o que fará em 2014. Negocia com a Lotus, seu empresário está passando o chapéu para ver o quanto consegue de patrocínio, e assim fechar com os ingleses. As outras opções, Force India e Williams também precisam de dinheiro, mas o brasileiro quer a Lotus.

E a volta de Rubens Barrichello na Sauber, foi descartada pela equipe. Mas na F-1, a verdade de hoje é a mentira de amanhã. Se o brasileiro conseguir uma bolsa cheia de dinheiro, pode ter certeza que ele volta.

A próxima etapa será no Japão, dia 13 de outubro, no circuito de Suzuka. E Vettel pode ser campeão, se ganhar a corrida e Alonso não marcar pontos. Será este o fim da temporada 2013?

Rapidinhas

Alonso reclama dos pneus

A Pirelli, fornecedora dos pneus para a F-1 fez compostos que duram pouco, para ter mais paradas durante a prova. A chiadeira é total e Fernando Alonso disparou contra a fabricante italiana. “Este pneu não faz cinco quilômetros. A qualidade dos pneus está no limite. É a mesma coisa para todo mundo e tenha certeza que todos os carros, se dessem 100% desde o começo da volta, os pneus não durariam cinco quilômetros. Então, isso não ajuda, e não é legal pilotar assim durante 95% da volta”.

Em 2014 os pilotos precisam ser levinhos

Surgiu um boato de que a McLaren estaria conversando com Nico Hulkenberg, mas o chefão do time Martin Whitmarsh, desmentiu. O motivo é que o alemão pesa 74 kg. “Infelizmente, a forma como as coisas se desenrolaram fez com que os pilotos mais pesados virassem uma opção menos atrativa. Aconteceu por acidente. Nós aumentamos o limite mínimo, mas os novos sistemas de transmissão ficaram mais pesados do que as pessoas esperavam, e agora estamos numa situação em que os pilotos mais pesados são uma desvantagem”, falou o inglês.

Ross Brawn sai da Mercedes-GP

O engenheiro que foi protagonista do maior sucesso da Ferrari nos últimos anos, campeão com a equipe própria, Brawn GP, a qual foi vendida para a Mercedes, está de saída. Seu contrato termina no final desta temporada e ele já avisou que não vai renovar. Brawn não confirma, mas as informações são de que ele volta pra Honda, pois a fabricante japonesa anunciou o retorno à F-1 em 2015 fornecendo motores para a McLaren.

Postar um comentário