domingo, 27 de outubro de 2013

Aceleradas: GP India- Vettel é tetra e Alonso tem dia de Massa

234267Alemão da RBR vence a prova, torna-se o tetracampeão mais jovem da história. Já Fernando Alonso bate na largada, faz três trocas de pneus e não marca pontos

Por: Edison Ragassi

No GP da India aconteceu o que era esperado, Sebastian Vettel (RBR) largou na pole e venceu a corrida e faturou seu quarto titulo seguido. Não foi tão fácil como nas provas passadas, pois o piloto alemão parou na terceira volta para trocar os pneus macios pelos médios. Isso fez com que caísse para a 17ª posição. Ai precisou ter paciência, esperar quem ia à frente fazer a parada e assim reassumir a liderança na 29ª volta.

234245Quem poderia dar algum trabalho era o companheiro australiano Mark Webber, que vinha com estratégia diferente, pois largou com os pneus médios. Mas Webber recebeu ordem dos boxes para encostar. Uns dizem que era problema de câmbio, outros de alternador. Enfim, ele acatou a ordem e parou onde estava, nem levou o monoposto para a garagem.

Já quem poderia atrapalhar a festa de Vettel, o segundo colocado no campeonato, Fernando Alonso (Ferrari) fez uma corrida desastrosa. Saindo na 8ª posição, sofreu um toque, o qual quebrou o bico de seu carro. Obrigado a parar, teve a estratégia comprometida, e voltou na 20ª posição.

234280Ai tentou, fez até algumas ultrapassagens perigosas, mas o máximo que conseguiu foi um 11º lugar. Em compensação, Felipe Massa, que largou na quinta posição, foi ganhando espaço até chegar a segunda colocação. Quando Vettel parou, o brasileiro até liderou a prova por algumas voltas. Sabia-se que não duraria, mas a Ferrari trabalhou direitinho e beneficiado pelo abandonou de Webber, Massinha terminou na quarta posição, marcando preciosos pontos para o time no mundial de construtores.

Apesar da experiência e os dois títulos mundiais, Alonso e seu time sentiram a pressão, mesma pressão que levou Massa a perder o titulo de 2008, quando a Ferrari cometeu erros de principiantes e comprometeu o campeonato do piloto brasileiro.

234314

Ainda falando no piloto Felipe Massa, semana passada foi noticiado que ele assinou com a Williams um contrato de ‘5 temporadas’. Ele obviamente desmentiu, disse que negocia também com o time inglês, mas há outras opções como McLaren, Lotus, Sauber, Force India e nenhuma delas definida.

Eu acredito que esta opção só pode ter sido acertada se a Petrobras banque este contrato. Para quem não lembra, a empresa brasileira de petróleo já forneceu combustível para a Williams entre 1.998 e 2008. Continuaria na categoria com a Honda, mas os japoneses resolveram dissolver sua equipe em 2009. Mesmo assim, a negociação é complicada e passa pela dispensa do venezuelano Pastor Maldonado. O atual piloto do time leva algo em torno de 30 milhões de Euros da petroleira venezuelana como patrocínio. O contrato não impõe que Maldonado seja o piloto, mas os representantes da PDVSA querem sair e levar o venezuelano para a Lotus, uma equipe muito mais competitiva.

E para Massa se no ano que vem o time de Frank Williams continuar como neste, o brasileiro vai trocar a sétima posição pela décima sétima, ou seja, é melhor parar e procurar outra categoria onde poderá vencer e ganhar títulos.

Marcaram pontos no GP da India

1- Sebastian Vettel

2- Nico Rosberg

3- Romain Grosjean

4- Felipe Massa

5- Sergio Perez

6- Lewis Hamilton

7- Kimi Räikkönen

8- Paul di Resta

9- Adrian Sutil

10- Daniel Ricciardo

234269

Com o titulo definido, resta saber quem ficará com a segunda posição no mundial de construtores, a Red Bull soma 470 pontos, a Mercedes- GP assumiu a vice-liderança com 313 pontos e a Ferrari aparece em terceiro tem 309 pontos. Este posicionamento é importante, pois define quanto cada time terá direito da fatia do bolo arrecadado nesta temporada.

234257E no mundial de pilotos, Vettel chegou a 322 pontos, com Alonso e seus 207 pontos em segundo, Raikkonen é o terceiro com183. Massa aparece em oitavo com 102 pontos, o mesmo número de Grosjean (Lotus) que está em sétimo.

Semana que vem tem mais, o dia 3 de novembro, o GP de Abu Dhabi nos Emirados Árabes Unidos.

Rapidinhas

Desabafo de campeão

Vettel comemorou seu quarto titulo como se fosse o primeiro. Ao final da prova, foi até a linha de chegada, fez vários zerinhos, desceu, reverenciou o carro várias vezes e jogou as luvas para a torcida. E para os jornalistas foi humilde. “A temporada não foi fácil, isso com certeza, mesmo que as pessoas de fora tenham a ideia de que nós estamos com tudo em nossas mãos nas últimas etapas. Para mim, pessoalmente, foi difícil ser vaiado, mesmo não tendo feito nada de errado. Superar isso e dar a resposta certa, na pista, ganhando finalmente a aceitação, me deixa muito orgulhoso. Acho que todos nós, como pilotos, buscamos isso”.

Sem cometer erros

O brasileiro Felipe Massa conseguiu uma quarta posição, porque o carro da Ferrari não permitiu mais. Desde a largada foi muito competitivo e chegou na frente de Fernando Alonso. “Foi uma corrida legal e estou bem contente, porque a estratégia deu certo. Apresentei bom ritmo o tempo todo, mesmo com pneus macios. Daria para lutar pelo pódio, mas, com a evolução da pista, alguns carros, como o de Romain Grosjean, conseguiram fazer só uma parada, algo impossível para nós. Mas tenho que ficar feliz, pois foi um dia em que não cometemos erros”, declarou o brasileiro depois da prova.

Prevendo o futuro

Fernando Alonso cumprimentou Vettel pelo titulo, mas deixou um aviso. "Temos de dar parabéns a ele e pensar que estaremos seguramente brigando pelo título no próximo ano". O piloto da Ferrari que caminha para o vice-campeonato, não terá vida fácil em 2014. Além de desenvolver um novo carro, terá que enfrentar o sempre rápido e combativo Kimi Räikkönen, que não está nem ai pra ordens de equipe.

Postar um comentário