segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Aceleradas: GP Estados Unidos- Novidade! Vettel venceu.

Em mais um passeio de domingo o já campeão Sebastian Vettel triturou os adversários e ainda marcou mais um recorde, 8 vitórias seguidas
Por: Edison Ragassi
Penúltima prova da temporada 2013, o GP dos EUA, disputado no Circuito das Américas em Austin no Texas, foi morno, talvez uma das provas mais chatas de todos os tempos.
O alemão Sebastian Vettel (RBR) largou na primeira posição, liderou a corrida de ponta a ponta e nem quando parou para trocar pneus foi ameaçado. 

O time até tentou conter o ímpeto do tetracampeão, o engenheiro pedia para ele diminuir, economizar os compostos, em um determinado momento até falou que eles [pneus] não são a prova de balas, mas nada feito. Vettel insistiu em andar forte e terminou em primeiro.
O segundo colocado foi o francês Romain Grosjean (Lotus), que pegou esta posição de Mark Webber (RBR) na largada. O australiano que fez a penúltima prova na categoria, não partiu bem, tentou recuperação e nas últimas voltas disputou com o piloto da Lotus, mas não obteve êxito.
Fernando Alonso (Ferrari), garantiu o vice-campeonato ao chegar na quinta colocação, pois um dos pilotos que poderia supera-lo, Kimi Raikkonen (Lotus), não corre mais este ano, já que passou por uma cirurgia.
E Felipe Massa (Ferrari), não se entendeu com os pneus e o acerto do carro, largou na 13ª posição e terminou em 12°, porque Jean-Eric Vergne (Toro Rosso), foi punido e perdeu 20 segundos por acertar na última volta o mexicano Esteban Gutierrez (Sauber).
Marcaram pontos no GP dos EUA
1º- Sebastian Vettel
2º- Romain Grosjean
3º- Mark Webber
4º- Lewis Hamilton
5º- Fernando Alonso
6º- Nico Hulkenberg
7º- Sergio Pérez
8º- Valtteri Bottas
9º- Nico Rosberg
10º- Jenson Button

O que mais agitou o GP norte-americano foram as informações da dança das cadeiras. Massa assinou com a Williams, Sergio Perez foi demitido da McLaren. Pastor Maldonado não confirmou, mas tudo indica que fechara com a Lotus. Na próxima temporada chega o dinamarquês Kevin Magnussen na equipe de Woking. Lotus, Sauber, Force India, Caterham e Marussia não confirmaram as duplas para a próxima temporada. A mais cobiçada é a da Lotus, isso em função do que foi feito este ano. Ao levar-se em conta que em 2014 tudo será novo, a projeção que se faz é de que a RBR com uma boa base continuará dominando. O restante será loteria.

E quanto a Massa na Williams, bons resultados serão conseguidos, desde que o time acerte o projeto. A escuderia escolheu os motores da Mercedes, contratou engenheiros para cuidar do projeto e um piloto experiente. DNA vencedor eles têm, mas precisará de muito dinheiro, competência e sorte para voltar a vencer.

Esta semana tem mais. Agora é a vez de São Paulo, o mítico Autódromo José Carlos Pace, mais conhecido como Autódromo de Interlagos, recebe dia 24/11 a última etapa da temporada em clima de muita festa. A expectativa de que Vettel acumulará mais um recorde permanece. Assim, contamos os dias para o começo da temporada 2014, na qual temos esperanças de que seja mais competitiva.

Rapidinhas
Desespero de causa
A Pirelli recomendou só uma parada, mas mesmo assim, a Ferrari e Massa optaram por fazer duas. Não funcionou e o brasileiro terminou em 13°, mesma posição da largada. “Sabíamos que fazer duas paradas não era a melhor escolha, mas eu estava em uma situação difícil e decidimos arriscar. Infelizmente, terminei na mesma posição que larguei”, falou ele depois da prova.

Sem tédio
Apesar de já ser tetracampeão e quebrar o recorde de vitórias seguidas conquistadas em uma temporada, Vettel diz que não está entediado. “Não é como seu eu estivesse ficando entediado. Tenho muito a fazer. Quando os adversários chegam perto, não é uma sensação boa. Você quer manter a diferença, quer que ela aumente”, afirmou o piloto alemão.

A Petrobras quer voltar para a F-1
A estatal brasileira que extrai petróleo, refina e o transforma em combustível quer voltar à maior categoria do automobilismo mundial. A definição deverá ser divulgada até o final deste ano. A empresa pretende acertar uma parceria técnica e fornecer combustíveis e lubrificantes, como fez em outros tempos com a Williams. Além do time de Frank Williams, que por sinal terá o brasileiro Felipe Massa na próxima temporada, a estatal negocia também com Force India e Sauber.
Postar um comentário